Liturgia diária

Agenda litúrgica

2016-12-10

SÁBADO da semana II

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. I do Advento.

L1 Sir 48, 1-4. 9-11; Sal 79 (80), 2ac e 3b. 15-16. 18-19
Ev Mt 17, 10-13

* Na Arquidiocese de Braga – S. Eulália, virgem e mártir – MF
* Na Congregação da Missão e na Companhia das Filhas da Caridade – B. Marco António, missionário – MO
* I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 79, 4.2
Vinde em nosso auxílio, Senhor, que estais no Céu.
Mostrai-nos o vosso rosto e seremos salvos.


ORAÇÃO COLECTA
Brilhe em nós, Senhor, o esplendor da vossa glória, para que a vinda de Cristo, vosso Filho, nos dissipe as últimas sombras da noite e nos manifeste como filhos da luz. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Sir 48, 1-4.9-11
Elias virá de novo

A leitura evangélica, referindo-se a Elias, atrai esta passagem que faz parte do elogio dos antepassados no livro do Eclesiastes ou de Ben Sirá. À luz da recordação do passado entende-se melhor o presente e projecta-se mais seguramente o futuro. Elias, o homem devorado pelo zelo de Deus, é aqui o símbolo dos que olham para a vinda do Senhor e para ela se preparam, purificando-se e aguardando-a na esperança.

Leitura do Livro de Ben-Sirá
Naqueles dias, apareceu como um fogo o profeta Elias e as suas palavras queimavam como um facho ardente. Fez vir a fome sobre os israelitas e no seu zelo reduziu-os a poucos. Com a palavra do Senhor fechou o céu e por três vezes fez descer o fogo. – Como foste admirável, Elias, pelos teus prodígios! Quem se pode gloriar de ser como tu? Foste arrebatado num turbilhão de chamas e num carro puxado por cavalos de fogo; foste preparado para, em determinado tempo, aplacares a ira divina antes que ela se inflame, para reconciliares o coração dos pais com os filhos e restabeleceres as tribos de Jacob. Felizes os que te viram e os que morreram no amor, porque também nós certamente viveremos.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 79 (80), 2ac e 3b. 15-16.18-19 (R. 4)
Refrão: Senhor nosso Deus, fazei-nos voltar,
mostrai-nos o vosso rosto e seremos salvos. Repete-se
Ou: Mostrai-nos, Senhor, o vosso rosto e seremos salvos. Repete-se

Pastor de Israel, escutai,
Vós que estais sentado sobre os Querubins, aparecei.
Despertai o vosso poder
e vinde em nosso auxílio. Refrão

Deus dos Exércitos, vinde de novo,
olhai dos céus e vede, visitai esta vinha.
Protegei a cepa que a vossa mão direita plantou,
o rebento que fortalecestes para Vós. Refrão
Estendei a mão sobre o homem que escolhestes,
sobre o filho do homem que para Vós criastes;
e não mais nos apartaremos de Vós:
fazei-nos viver e invocaremos o vosso nome. Refrão


ALELUIA Lc 3, 4.6
Refrão: Aleluia. Repete-se
Preparai o caminho do Senhor,
endireitai as suas veredas
e toda a criatura verá a salvação de Deus. Refrão


EVANGELHO Mt 17, 10-13
«Elias já veio e não o reconheceram»

Jesus transfere para João Baptista a missão de Elias. Mas o povo, que tinha ouvido João Baptista, não soube reconhecê-lo, como também não irá reconhecer o próprio Jesus. Deus vem até aos homens de todas as maneiras; mas, muitas vezes, a nossa perspectiva, geralmente egoísta, não alcança o dom que vem até nós das maneiras mais inesperadas. Foi assim no princípio da pregação evangélica e poderá ser ainda assim em nossos dias; mas Deus não Se desilude com as nossas incompreensões e, todos os anos, nos oferece, de novo, o Tempo do Advento, para aprendermos a desejar sempre mais a sua vinda.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Ao descerem do monte, os discípulos perguntaram a Jesus: «Porque dizem os escribas que Elias tem de vir primeiro?» Jesus respondeu-lhes: «Certamente Elias há-de vir para restaurar todas as coisas. Eu vos digo, porém, que Elias já veio; mas, em vez de o reconhecerem, fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim também o Filho do homem será maltratado por eles». Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Baptista.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Fazei, Senhor, que a oblação deste sacrifício se renove sempre na vossa Igreja, de modo que a celebração do mistério por Vós instituído realize em nós plenamente a obra da salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio do Advento I: p. 396


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Ap 22, 12
Virei sem demora, diz o Senhor,
para dar a cada um a recompensa das suas obras.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Concedei, Senhor, pela vossa bondade, que este divino sacramento nos livre do pecado e nos prepare para as festas que se aproximam. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Martirológio

1.   Em Mérida, na Lusitânia, actualmente na Espanha, Santa Eulália, virgem e mártir, que, segundo a tradição, sendo ainda jovem, não hesitou em oferecer a vida por Cristo.

2.   Em Roma, no cemitério de Trasão, junto à Via Salária Nova, Santo Amaro, mártir, que o papa São Dâmaso celebra como uma criança inocente, a quem os tormentos não conseguiram afastar da fé.

3.   Em Ancira, na Galácia, hoje Ancara, na Turquia, São Gemelo, mártir.

4.   Em Roma, junto de São Pedro, São Gregório III, papa, que fomentou a pregação do Evangelho aos Germanos e, em oposição aos iconoclastas, adornou as igrejas da Urbe com sagradas imagens.

5*.   No mosteiro de São Nicolau de Viotorito, na Calábria, região da Itália, São Lucas, bispo de Ísola di Cappo Rizzuto, que trabalhou incansavelmente pelo bem do povo e na formação dos monges.

6*.   Em Londres, na Inglaterra, os santos mártires Edmundo Gennings, presbítero, e Suituno Wels, que, durante a cruel perseguição da rainha Isabel I, condenados à pena capital – o primeiro por ser sacerdote e o segundo por lhe ter dado acolhimento –, foram pendurados à porta da sua casa e torturados até à morte.

7.   Também em Londres, os santos Polidoro Plasden e Eustácio White, presbíteros, e os beatos Brian Lacy, João Mason e Sídnei Hogdson, mártires, que no mesmo ano sofreram os mesmos suplícios em Tyburn, uns porque eram sacerdotes que entraram na Inglaterra, outros porque lhes prestaram auxílio.

8.   Também em Londres, dezanove anos depois, São João Roberts, da Ordem de São Bento, e o Beato Tomás Somers, presbíteros e mártires, que, no reinado de Jaime I, condenados por serem sacerdotes, foram enforcados, tendo abraçado os malfeitores ladrões submetidos ao mesmo patíbulo.

9*.   Em Turim, na Itália, o Beato Marcos António Durando, presbítero da Congregação das Missões, que fundou a Congregação das Irmãs de Jesus Nazareno, para prestar assistência aos enfermos e aos jovens abandonados.

10*.   Em Vallés, localidade da província de Valência, na Espanha, o Beato Gonçalo Viñes Masip, presbítero e mártir, que, durante a perseguição, consumaram o combate por Cristo.

11*.   Em Picadero de Paterna, localidade da mesma província da Espanha, os beatos mártires António Martin Hernández, presbítero, e Agostinho Garcia Calvo, religioso, ambos da Sociedade Salesiana, que, durante a mesma perseguição, pela fé em Cristo receberam a estola da glória.