Liturgia diária

Agenda litúrgica

2016-12-15

QUINTA-FEIRA da semana III

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. I do Advento.

L1 Is 54, 1-10; Sal 29 (30), 2 e 4. 5-6. 11-12a e 13b
Ev Lc 7, 24-30

* Na Diocese da Guarda – Aniversário da Ordenação episcopal de D. Manuel da Rocha Felício (2002).
* No Instituto das Irmãs da Misericórdia de Verona – B. Carlos Steeb, Fundador do Instituto – FESTA

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 118, 151-152
Vós estais perto, Senhor; a vossa palavra é caminho
da verdade. São firmes todos os vossos mandamentos.
Vós existis desde toda a eternidade.


ORAÇÃO COLECTA
Senhor, a consciência das nossas culpas entristece-nos e faz-nos sentir que somos servos indignos: dai-nos de novo a alegria e salvai-nos com a vinda do vosso Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Is 54, 1-10
«O Senhor chamou-te como esposa repudiada»

Esta maneira, ao mesmo tempo encantadora e entusiasta, como o profeta se refere ao futuro de Jerusalém, restaurada depois da sua ruína, traduz a maneira ainda mais maravilhosa como se pode falar da nova cidade de Deus, que é a Igreja de Jesus Cristo. A esta Igreja, Deus a ama, a une a Si como esposa muito amada, com ela firma aliança eterna no Sangue do seu Filho, porque dela tem compaixão.

Leitura do Livro de Isaías
«Alegra-te, ó estéril, que não tiveste filhos, solta brados de alegria e de júbilo, tu que não sentistes as dores da maternidade. Porque são mais numerosos os filhos da abandonada do que os filhos da esposa», diz o Senhor. Alarga o espaço da tua tenda, sem olhar a despesas, estende sem medo as cortinas das tuas moradas; alonga as cordas, reforça as estacas, porque vais expandir-te para a direita e para a esquerda: a tua descendência conquistará as nações e povoará as cidades abandonadas. Não temas, porque não serás confundida, não te envergonhes, porque não serás humilhada. Esquecerás a vergonha da tua juventude e não mais recordarás o opróbrio da tua viuvez. O teu Criador, Jerusalém, será o teu Esposo e o seu nome é ‘Senhor do Universo’. O teu Redentor será o Santo de Israel, que se chama ‘Deus de toda a terra’. Como à mulher abandonada e de alma aflita, o Senhor volta a chamar-te: ‘A esposa da juventude poderá ser repudiada?’ – diz o teu Deus. Por um momento abandonei-te, mas no meu grande amor volto a chamar-te. Num acesso de ira, escondi de ti a minha face, mas na minha misericórdia eterna tive compaixão de ti, – diz o Senhor, teu Redentor. Comigo sucede como no tempo de Noé, quando jurei que as águas do dilúvio não mais invadiriam a terra. Assim Eu juro não tornar a irritar-Me contra ti, não voltar a ameaçar-te. Ainda que sejam abaladas as montanhas e vacilem as colinas, a minha misericórdia não te abandonará, a minha aliança de paz não vacilará», – diz o Senhor, compadecido de ti.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 29 (30), 2.4-6.11-12a.13b (R. 2a)
Refrão: Eu Vos louvarei, Senhor, porque me salvastes. Repete-se

Eu Vos glorifico, Senhor, porque me salvastes
e não deixastes que de mim se regozijassem os inimigos.
Tirastes a minha alma da mansão dos mortos,
vivificastes-me para não descer à cova. Refrão

Cantai salmos ao Senhor, vós os seus fiéis,
e dai graças ao seu nome santo.
A sua ira dura apenas um momento
e a sua benevolência a vida inteira.
Ao cair da noite vêm as lágrimas
e ao amanhecer volta a alegria. Refrão

Ouvi, Senhor, e tende compaixão de mim,
Senhor, sede Vós o meu auxílio.
Vós convertestes em júbilo o meu pranto:
Senhor meu Deus, eu Vos louvarei eternamente. Refrão


ALELUIA Lc 3, 4.6
Refrão: Aleluia Repete-se
Preparai os caminhos do Senhor,
endireitai as suas veredas
e toda a criatura verá a salvação de Deus. Refrão


EVANGELHO Lc 7, 24-30
João é o mensageiro que prepara o caminho do Senhor

João Baptista é o Precursor, vem à frente anunciar a vinda do Messias; mas maior do que a graça de ter sido discípulo de João Baptista é a de pertencer ao reino que Jesus vem trazer ao meio dos homens. Este reino é um dom tal que merece ser procurado e aceite à custa de todas as renúncias. Por isso, João, vivendo todo voltado para o reino que vai chegar, viveu verdadeiramente em espírito de Advento.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Quando os mensageiros de João Baptista se retiraram, Jesus começou a falar dele à multidão: «Que fostes ver ao deserto? Uma cana agitada pelo vento? Mas que fostes ver? Um homem vestido com roupas finas? Os que vestem com luxo e vivem regaladamente encontram-se nos palácios dos reis. Que fostes ver então? Um profeta? Sim – Eu vo-lo digo – e mais do que profeta. É aquele de quem está escrito: ‘Vou enviar à tua frente o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de ti’. Eu vos digo que, entre os nascidos de mulher, não há nenhum maior do que João; mas o mais pequeno no reino de Deus é maior do que ele». Todo o povo que O escutou, incluindo os publicanos, proclamaram a justiça de Deus, recebendo o baptismo de João. Mas os fariseus e os doutores da Lei, que não quiseram receber o baptismo, anularam para si próprios o desígnio de Deus.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai, Senhor, estes dons que recebemos da vossa bondade e fazei que os sagrados mistérios que celebramos no tempo presente sejam para nós penhor de salvação eterna. Por Nosso Senhor.
Prefácio do Advento I: p. 396


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Tito 2, 12-13
Vivamos neste mundo com justiça e piedade,
na esperança da manifestação gloriosa do nosso Deus.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Fazei frutificar em nós, Senhor, os mistérios que celebramos, pelos quais, durante a nossa vida na terra, nos ensinais a amar os bens do Céu e a viver para os valores eternos. Por Nosso Senhor.

 

 

Martirológio

1.   Comemoração de São Valeriano, bispo de Avensa, na África setentrional, que, já com mais de oitenta anos de idade, na perseguição dos Vândalos foi intimado pelo rei ariano Genserico a entregar os utensílios da Igreja e, como ele recusou firmemente, foi expulso sozinho da cidade, com a ordem de que ninguém lhe desse acolhimento em sua casa ou herdade; e assim viveu muito tempo a céu aberto na via pública, terminando o curso da sua vida santa como confessor da verdadeira fé.

2.   No território de Orleães, na Gália Lionense, actualmente na França, São Maximino, presbítero, considerado o primeiro abade de Micy.

3*.   No mosteiro de Cava de’ Tirréni, na Campânia, região da Itália, o Beato Marino, abade, admirável pela sua fidelidade ao Romano Pontífice.

4*.   Em Génova, na Ligúria, também região da Itália, a Beata Maria Vitória Fornári, que, tendo ficado viúva, fundou a Ordem da Anunciação.

5.   Também em Génova, Santa Virgínia Centurione Bracélli, viúva, que, dedicando-se ao serviço do Senhor, socorreu de muitos modos os pobres, ajudou as igrejas rurais e fundou e dirigiu as Damas da Misericórdia, Protectoras dos Pobres.

6.   Em Bréscia, na Lombardia, também região da Itália, Santa Maria Crucificada (Paula Francisca Di Rosa), virgem, que despendeu todas as suas riquezas e se entregou a si mesma pela salvação espiritual e material do próximo e fundou o Instituto das Escravas da Caridade.

7*.   Em Verona, na região do Véneto, na Itália, o Beato Carlos Steeb, presbítero, que, nascido em Tubinga, abraçou a fé católica em Verona e, ordenado presbítero, fundou o Instituto das Irmãs da Misericórdia, para auxílio dos atribulados, dos pobres e dos enfermos.

8♦.     Em Madrid, na Espanha, os beatos Paulo Garcia Sánchez e Raimundo Eirin Mayo, religiosos da Sociedade Salesiana e mártires, que, durante a guerra civil, foram mortos em ódio à religião cristã.