Liturgia diária

Agenda litúrgica

2016-12-18

DOMINGO IV DO ADVENTO

Roxo – Ofício próprio (Semana IV do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Credo, pf. II do Advento.

L1 Is 7, 10-14; Sal 23 (24), 1-2. 3-4ab. 5-6
L2 Rom 1, 1-7
Ev Mt 1, 18-24

* Proibidas todas as Missas de defuntos, mesmo a exequial.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

 

Ano A

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Is 45, 8
Desça o orvalho do alto dos Céus e as nuvens chovam o Justo.
Abra-se a terra e germine o Salvador.


Não se diz o Glória.


ORAÇÃO COLECTA
Infundi, Senhor, a vossa graça em nossas almas,
para que nós, que pela anunciação do Anjo
conhecemos a encarnação de Cristo, vosso Filho,
pela sua paixão e morte na cruz
alcancemos a glória da ressurreição.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA Is 7, 10-14
«A virgem conceberá»

As leituras deste Quarto Domingo do Advento orientam-se, de maneira directa, para o Nascimento do Senhor. Nele tem lugar central Maria, a Mãe de Jesus. A figura da virgem que há-de dar à luz, anunciada pelo profeta, virá a encontrar a sua realização perfeita na Virgem Maria. A graça que os homens não ousariam sequer imaginar, nem muito menos pedir, como também o rei não quis pedir a Deus um sinal, Deus lha oferece generosamente como porta por onde virá a salvação.

Leitura do Livro de Isaías
Naqueles dias, o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem: «Pede um sinal ao Senhor teu Deus, quer nas profundezas do abismo, quer lá em cima nas alturas». Acaz respondeu: «Não pedirei, não porei o Senhor à prova». Então Isaías disse: «Escutai, casa de David: Não vos basta que andeis a molestar os homens para quererdes também molestar o meu Deus? Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b)
Refrão: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso. Repete-se
Ou: O Senhor virá: Ele é o rei da glória. Repete-se

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas. Refrão

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. Refrão

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face do Deus de Jacob. Refrão


LEITURA II Rom 1, 1-7
Jesus Cristo, nascido da descendência de David, segundo a carne
Jesus Cristo é o Messias anunciado desde longas eras, verdadeiro homem, descendente de David, mas igualmente Filho de Deus, como Ele Se manifestou na ressurreição de entre os mortos. Aí Deus Pai O elevou e Lhe deu o poder supremo e O coroou de glória, da qual torna participantes os que n’Ele crêem.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por chamamento divino, escolhido para o Evangelho que Deus tinha de antemão prometido pelos profetas nas Sagradas Escrituras, acerca de seu Filho, nascido, segundo a carne, da descendência de David, mas, segundo o Espírito que santifica, constituído Filho de Deus em todo o seu poder pela sua ressurreição de entre os mortos: Ele é Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele recebemos a graça e a missão de apóstolo, a fim de levarmos todos os gentios a obedecerem à fé, para honra do seu nome, dos quais fazeis parte também vós, chamados por Jesus Cristo. A todos os que habitam em Roma, amados por Deus e chamados a serem santos, a graça e a paz de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.
Palavra do Senhor.


ALELUIA Mt 1, 23
Refrão: Aleluia. Repete-se
A Virgem conceberá e dará à luz um Filho,
que será chamado Emanuel, Deus connosco. Refrão


EVANGELHO Mt 1, 18-24
Jesus nascerá de Maria, noiva de José, filho de David

No Evangelho proclamamos que o anúncio profético da primeira leitura se realizou, à letra, quando a Virgem Santa Maria Se tornou Mãe de Jesus. O desígnio de Deus é um só, e vai-se realizando, através das gerações, apesar da infidelidade dos homens, até atingir o ponto culminante em Jesus Cristo, O qual encarnou pelo poder do Espírito Santo, na Virgem Maria, esposa de José, filho de David.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem con¬ceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, Jo¬¬sé fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai, Senhor, os dons que trazemos ao vosso altar
e santificai-os com o mesmo Espírito
que, pelo poder da sua graça,
fecundou o seio da Virgem Santa Maria.
Por Nosso Senhor.


Prefácio do Advento II


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Is 7, 14
A Virgem conceberá e dará à luz um filho.
O seu nome será Emanuel, Deus-connosco.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Tendo recebido neste sacramento
o penhor da redenção eterna,
nós Vos pedimos, Senhor:
quanto mais se aproxima a festa da nossa salvação,
tanto mais cresça em nós o fervor
para celebrarmos dignamente o mistério do Natal do vosso Filho.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Martirológio

1.   Comemoração de São Malaquias, profeta, que, depois do desterro de Babilónia, anunciou o grande dia do Senhor e a sua vinda ao templo e também a oblação pura que sempre e em toda a parte se havia de oferecer ao seu nome.

2.   Na África setentrional, a comemoração dos santos mártires de Nanfamão, Migínio, Sanámis e Lucita, aos quais, segundo o testemunho do pagão Máximo de Madaura numa carta a Santo Agostinho, o povo cristão tinha grande veneração.

3.   Em Tours, na Gália Lionense, actualmente na França, São Gaciano, seu primeiro bispo, que, segundo a tradição, foi enviado de Roma a esta cidade e foi sepultado no cemitério dos cristãos do lugar.

4*.   Em Killaloe, na Irlanda, São Flanánio, bispo.

5*.   No mosteiro de Heidenheim, na Baviera, região da actual Alemanha, São Vinebaldo, abade, que, sendo de origem inglesa, com seu irmão São Vilibaldo seguiu São Bonifácio e o ajudou na evangelização dos povos germânicos.

6.   Na colina Gò-Voi, no Tonquim, hoje no Vietnam, os santos Paulo Nguyen Van My, Pedro Truong Van Duong e Pedro Vu Van Truat, exímios catequistas e firmes na fé, que foram estrangulados no tempo do imperador Minh Mang.

7.       Em Borgaro, perto de Turim, na Itália, a Beata Nemésia (Júlia Valle), virgem do Instituto das Irmãs da Caridade, que se dedicou generosamente à formação e direcção da juventude segundo o Evangelho, percorrendo os caminhos dos mandamentos do Senhor no amor do próximo.

8♦.   Em Sariego, perto de Santander, no litoral da Espanha, os beatos Eugénio Cernuda Ferrero e Miguel Sanroman Fernández, presbíteros da Ordem de Santo Agostinho e mártires, que, durante a perseguição religiosa na guerra civil, alcançaram a palma do martírio.