Liturgia diária

Agenda litúrgica

2016-12-29

QUINTA-FEIRA, 5º dia da Oitava do Natal

Branco – Ofício como nos dias 25 e 29. Te Deum.
Missa própria, Glória, pf. do Natal.

L1 1 Jo 2, 3-11; Sal 95 (96), 1-2a. 2b-3. 5b-6
Ev Lc 2, 22-35

* Proibidas as Missas de defuntos, excepto a exequial e no primeiro aniversário.
* Pode celebrar-se a memória de S. Tomás Becket (de Cantuária), bispo e mártir, como se indica na p. 34, n. 8

 

 

Santo

S. TOMÁS BECKET, bispo e mártir

 

 

Martirológio

São Tomás Becket, bispo e mártir, que, por defender a justiça e a Igreja, foi desterrado da sede de Cantuária e da Inglaterra, regressando seis anos depois à sua pátria, onde teve ainda de sofrer muito, até que, trespassado à espada pelos guardas do rei Henrique II na igreja catedral, foi ao encontro de Cristo.

 

2.   Comemoração de São David, rei e profeta, filho de Jessé de Belém, que encontrou graça diante de Deus e foi ungido com o óleo santo pelo profeta Samuel para reinar sobre o povo de Israel; trasladou a arca da aliança do Senhor para a cidade de Jerusalém, e o Senhor lhe jurou que a sua descendência permaneceria para sempre, porque dela nasceria Jesus Cristo, segundo a carne.

3.   Em Arles, na Provença, região da Gália, actualmente na França, São Trófimo, considerado o primeiro bispo desta cidade.

4.   Em Cartago, na hodierna Tunísia, São Liboso, bispo de Vaga, hoje Béja, em Túnis, e mártir, que no Concílio de Cartago afirmou acerca da questão do baptismo dos hereges: «No Evangelho Cristo disse: “Eu sou a verdade”, e não “Eu sou o costume”».

5.   Em Milão, na Ligúria, hoje na Lombardia, região da Itália, São Martiniano, bispo.

6.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Marcelo, abade do mosteiro dos Acemetas junto ao Bósforo, onde dia e noite ininterruptamente se cantavam os salmos.

7.   Em Exmes, na Nêustria, agora na França, Santo Ebrulfo, abade do mosteiro de Ouche no tempo do rei Childeberto.

8*.   Em Palermo, na Sicília, região da Itália, o Beato Gerardo Cagnóli, religioso da Ordem dos Menores, que durante muito tempo tinha vivido como eremita.

9*.   Em Londres, na Inglaterra, o Beato Guilherme Howard, mártir, que, sendo visconde de Stafford, professou a fé católica e, por isso, falsamente acusado de conspiração contra o rei Carlos II, morreu ao fio da espada por Cristo.

10.   Em Seul, na Coreia, os santos Benedita Hyon Kyong-nyon, viúva e catequista, e seis companheiros[1], mártires, que, depois de sofrerem muitos suplícios por causa do nome cristão, finalmente foram degolados.

 


[1]  São estes os seus nomes: Pedro Ch’oe Ch’ang-hub, catequista; Bárbara Cho Chungi, viúva de São Sebastião Nam I-gwam; Madalena Han Yong-i, viúva; Isabel Chong Chong-hye, virgem, filha de Santa Cecília Yu So-sa e irmã de São Paulo Chong Hasang; Bárbara Ko Sun-i, esposa de Santo Agostinho Pak Chong-won; e Madalena Yi Yongdog, virgem, irmã de Santa Catarina Yi.

 

11*.   Em Paterna, cidade da província de Valência, na Espanha, o Beato José Aparício Sanz, presbítero e mártir, que, durante a perseguição contra a fé, derramou o seu sangue por Cristo.

12*.   Em Picadero de Paterna, localidade da mesma província de Valência, os beatos Henrique João Requena, presbítero, e José Perpiñá Nácher, que travaram um nobre combate por Cristo.

13*.   Em San Miguel de los Reyes, na mesma província de Valência, o Beato João Baptista Ferreres Boluda, presbítero da Companhia de Jesus e mártir, que, durante a mesma perseguição, imitando a paixão de Cristo, mereceu alcançar a glória do martírio.