Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-10-27

SEXTA-FEIRA da semana XXIX

B. Gonçalo de Lagos, presbítero – MF
Verde ou br. – Ofício da féria ou da memória.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Rom 7, 18-25a; Sal 118 (119), 66 e 68. 76 e 77. 93 e 94
Ev Lc 12, 54-59

* Na Arquidiocese de Évora – SS. Vicente, Sabina e Cristeta, mártires, Padroeiros principais da cidade de Évora. Em Évora – SOLENIDADE; nas outras igrejas da Arquidiocese – MO
* Na Diocese do Algarve – B. Gonçalo de Lagos, presbítero – MO; em Lagos – FESTA
* No Patriarcado de Lisboa – B. Gonçalo de Lagos, presbítero – MO
* Na Ordem Beneditina – B. Gonçalo de Lagos, presbítero – MF
* Nas Dioceses de Cabo Verde – Ofício e Missa da féria.
* Na Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias – I Vésp. de Nossa Senhora das Vitórias.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 16, 6.8.9
Respondei-me, Senhor, quando Vos invoco,
ouvi a minha voz, escutai as minhas palavras.
Guardai-me dos meus inimigos, Senhor.
Protegei-me à sombra das vossas asas.


ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e omnipotente,
dai-nos a graça de consagrarmos sempre ao vosso serviço
a dedicação da nossa vontade
e a sinceridade do nosso coração.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Rom 7, 18-25a
«Quem me libertará deste corpo de morte?»

S. Paulo faz alusão à luta que todo o homem sente dentro de si, entre o bem que se deseja praticar e não consegue, e o mal que se não desejaria, mas, de facto, se pratica! Mas a graça de Deus é capaz de alcançar a vitória nesta luta interior, como a alcançou sobre a morte de Cristo, ressucitando-O de entre os mortos e tornando-O, para nós, a fonte da vida nova, pelo Espírito Santo, que nos é dado.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Irmãos: Eu sei que em mim, isto é, na minha natureza, não habita o bem, pois querer o bem está ao meu alcance, mas realizá-lo não está. Na verdade, não faço o bem, que quero, mas pratico o mal, que não quero. Ora, se eu faço o que não quero, já não sou eu que o realizo, mas o pecado que habita em mim. Descubro pois em mim esta lei: ao querer fazer o bem, é o mal que está ao meu alcance. Sinto prazer na lei de Deus, segundo o homem interior. Mas vejo que há outra lei nos meus membros, que luta contra a lei da minha razão; ela torna-me escravo da lei do pecado, que está nos meus membros. Infeliz de mim! Quem me libertará deste corpo de morte? Deus, a quem dêmos graças, por Jesus Cristo, nosso Senhor.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 118 (119), 66 e 68.76 e 77.93 e 94 (R. cf. 68b)
Refrão: Ensinai-me, Senhor, os caminhos da vossa lei. Repete-se

Ensinai-me o bem, o discernimento e a ciência,
porque tenho fé nos vossos mandamentos.
Vós sois bom e generoso,
ensinai-me os vossos decretos. Refrão

Console-me a vossa bondade,
segundo a promessa feita ao vosso servo.
Desçam sobre mim as vossas misericórdias e viverei,
porque a vossa lei faz as minhas delícias. Refrão

Jamais esquecerei os vossos decretos,
porque neles me tendes dado a vida.
A Vós pertenço, sede o meu auxílio,
porque sempre quis seguir os vossos preceitos. Refrão


ALELUIA cf. Mt 11, 25
Refrão: Aleluia. Repete-se
Bendito sejais, ó Pai, Senhor do céu e da terra,
porque revelastes aos pequeninos os mistérios do reino. Refrão


EVANGELHO Lc 12, 54-59
«Se sabeis discernir o aspecto da terra e do céu,
porque não sabeis discernir o tempo presente?»

A expressão “sinais dos tempos”, que se tornou muito conhecida sobretudo depois de João XXIII, tem aqui a sua origem. Os aspectos da terra e do céu são, sobretudo para as pessoas que vivem em contacto com a natureza, sinais por onde se pode conhecer o tempo que vai fazer. Mas há sinais e coisas ainda maiores: aqueles que nos revelem a presença e a acção de Deus entre os homens. Jesus queixa-Se de os seus contemporâneos não os saberem reconhecer e, por isso, não O reconhecerem também a Ele.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, dizia Jesus à multidão: «Quando vedes levantar-se uma nuvem no poente, logo dizeis: ‘Vem chuva’; e assim acontece. E quando sopra o vento sul, dizeis: ‘Vai fazer muito calor’; e assim sucede. Hipócritas, se sabeis discernir o aspecto da terra e do céu, porque não sabeis discernir o tempo presente? Porque não julgais por vós mesmos o que é justo?». E acrescentou: «Quando fores com o teu adversário ao magistrado, esforça-te por te entenderes com ele no caminho, para que ele não te arraste ao juiz e o juiz te entregue ao oficial de justiça e o oficial de justiça te meta na prisão. Eu te digo: Não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Fazei, Senhor,
que possamos servir ao vosso altar
com plena liberdade de espírito,
para que estes mistérios que celebramos
nos purifiquem de todo o pecado.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 32, 18-19
O Senhor vela sobre os seus fiéis,
sobre aqueles que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas,
para os alimentar no tempo da fome.

Ou Mc 10, 45
O Filho do homem veio ao mundo para dar a vida pela redenção dos homens.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Concedei, Senhor, que a participação nos mistérios celestes
nos faça progredir na santidade, nos obtenha as graças temporais
e nos confirme nos bens eternos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

B. GONÇALO DE LAGOS, presbítero

 

 

Martirológio

Comemoração do Beato Gonçalo de Lagos, presbítero da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho, que, sendo natural de Lagos, cidade de Portugal, ainda jovem abraçou a vida monástica em Lisboa. Foi prior de vários conventos da sua Ordem e distinguiu-se também pela sua dedicação em ensinar às crianças e aos incultos os preceitos cristãos. Morreu em Torres Vedras no dia 15 de Outubro.

 

2.   Em Roma, Santo Evaristo, papa, que dirigiu a Igreja Romana como quarto sucessor de São Pedro, no tempo do imperador Trajano.

3.   Perto de Esmirna, na província da Ásia, actualmente na Turquia, São Traseias ou Tráseas, bispo de Euménia da Frígia e mártir.

4.   Em Arvena, na Aquitânia, hoje Clermont-Ferrand, na França, São Namácio, bispo, que construiu a igreja catedral.

5.   Em Nápoles, na Campânia, região da Itália, o sepultamento de São Gaudioso, bispo, que, segundo a tradição, por causa da perseguição dos Vândalos passou de Abitene à Campânia e terminou santamente os seus dias na paz de um mosteiro.

6*.   Em Iona, ilha da Escócia, Santo Oterano, monge, que foi um dos primeiros discípulos de São Columba.

7*.   Em Vicenza, na Venécia, hoje no Véneto, região da Itália, a comemoração do Beato Bartolomeu da Breganza, bispo, da Ordem dos Pregadores, que fundou nesta cidade a Milícia de Jesus Cristo para defender a fé católica e a liberdade da Igreja.

8*.   Em Paterna, no território de Valência, na Espanha, o Beato Salvador Mollar Ventura, religioso da Ordem dos Frades Menores e mártir, que, durante a perseguição contra a fé, mereceu ser redimido como discípulo fiel no sangue de Cristo.