Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-02-24

SEXTA-FEIRA da semana VII

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Sir 6, 5-17; Sal 118 (119), 12 e 16. 18 e 27. 34 e 35
Ev Mc 10, 1-12

* Aniversário da Ordenação episcopal de D. Abílio Rodas de Sousa Ribas, Bispo Emérito de São Tomé e Príncipe (1985).
* Na Congregação das Missionárias Dominicanas do Rosário – B. Ascensão Nicol Goñi, virgem e co-fundadora da Congregação – FESTA
* No Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria – Aniversário da fundação (1849).
* Na Congregação da Paixão de Jesus Cristo – Comemoração da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, Titular da Congregação – FESTA a celebrar como SOLENIDADE

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 12, 6
Eu confio, Senhor, na vossa bondade.
O meu coração alegra-se com a vossa salvação.
Cantarei ao Senhor por tudo o que Ele fez por mim.


ORAÇÃO COLECTA
Concedei-nos, Deus todo-poderoso,
que, meditando continuamente nas realidades espirituais,
pratiquemos sempre, em palavras e obras,
o que Vos agrada.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Sir 6, 5-17
«O amigo fiel não tem preço»

A sabedoria orienta o homem em todos os momentos e em todas as circunstâncias da sua vida, e a sua orientação contribui poderosamente para garantir a unidade da sua vida e dos valores da mesma. Um dos maiores valores é a amizade. Mas como ela é rara e difícil de encontrar! Ela não pode existir onde houver egoísmo, e é sempre perigoso contraí-la de maneira imprudente e precipitada.

Leitura do Livro de Ben-Sirá
A palavra amável multiplica os amigos e uma língua afável atrai saudações agradáveis. Sejam muitos os que te saúdam, mas por conselheiro escolhe um entre mil. Se quiseres um amigo, tens de o pôr à prova e não tenhas pressa em lhe dar a tua confiança. Porque há amigos de ocasião, que não serão fiéis no dia da adversidade. Há amigos que se tornam inimigos, revelando as vossas contendas para tua humilhação. Há amigos para a mesa, que não serão fiéis no dia da desgraça. Na tua prosperidade estará contigo, falando livremente aos teus familiares; mas se fores humilhado, será contra ti e esconder-se-á da tua presença. Afasta-te dos teus inimigos e acautela-te dos teus amigos. O amigo fiel é abrigo seguro: quem o encontrou descobriu um tesouro. O amigo fiel não tem preço: não se pode medir o seu valor. O amigo fiel é remédio da vida: os que temem o Senhor hão-de encontrá-lo. Quem teme o Senhor orienta bem a sua amizade, porque tal como ele é, assim é o seu amigo.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 118 (119), 12 e 16.18 e 27.34 e 35 (R. 35a)

Refrão: Conduzí-me, Senhor,
pelo caminho dos vossos mandamentos. Repete-se

Bendito sejais, Senhor,
ensinai-me os vossos decretos.
Em vossos preceitos ponho as minhas delícias,
não hei-de esquecer as vossas palavras. Refrão

Abri os meus olhos
para ver as maravilhas da vossa lei.
Fazei-me compreender o caminho dos vossos preceitos,
para meditar nas vossas maravilhas. Refrão

Dai-me entendimento para guardar a vossa lei
e para a cumprir de todo o coração.
Conduzi-me pela senda dos vossos mandamentos,
porque nela estão as minhas delícias. Refrão


ALELUIA cf. Jo 17, 17b.a
Refrão: Aleluia. Repete-se
A vossa palavra, Senhor, é a verdade:
consagrai-nos na verdade. Refrão


EVANGELHO Mc 10, 1-12
«Não separe o homem o que Deus uniu»

Os fariseus, para Lhe armarem uma cilada, citam a Jesus a permissão, referida no Deuteronómio, de o homem poder repudiar a esposa. Mas Jesus, partindo daquela permissão, apela para a palavra que fundamenta o próprio matrimónio; e retoma-a para reconduzir a visão do matrimónio à sua ordem original. As desordens dos homens não podem invalidar a ordem que vem de Deus.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, Jesus pôs-Se a caminho e foi para o território da Judeia, além do Jordão. Voltou a reunir-se uma grande multidão junto de Jesus e Ele, segundo o seu costume, começou de novo a ensiná-la. Aproximaram-se então de Jesus uns fariseus, que, para O porem à prova, Lhe perguntaram: «Pode um homem repudiar a sua mulher?». Jesus disse-lhes: «Que vos ordenou Moisés?». Eles responderam: «Moisés permitiu que se passasse um certificado de divórcio para se repudiar a mulher». Jesus disse-lhes: «Foi por causa da dureza do vosso coração que ele vos deixou essa lei. Mas, no princípio da criação, ‘Deus fê-los homem e mulher. Por isso, o homem deixará pai e mãe para se unir à sua esposa, e os dois serão uma só carne’. Deste modo, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu». Em casa, os discípulos interrogaram-n’O de novo sobre este assunto. Jesus disse-lhes então: «Quem repudiar a sua mulher e casar com outra, comete adultério contra a primeira. E se a mulher repudiar o seu marido e casar com outro, comete adultério».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Concedei, Senhor,
que celebremos dignamente estes divinos mistérios,
de modo que os dons oferecidos para vossa glória
sejam para nós fonte de eterna salvação.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 9, 2-3
Cantarei todas as vossas maravilhas.
Quero alegrar-me e exultar em Vós.
Cantarei ao vosso nome, ó Altíssimo.

Ou cf. Jo 11, 27
Senhor, eu creio que sois Cristo, Filho de Deus vivo,
o Salvador do mundo.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos pedimos, Deus omnipotente,
que este sacramento de salvação
seja para nós penhor seguro de vida eterna.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Martirológio

1.   Em Nicomédia, na Bitínia, hoje Zmit, na Turquia, a paixão de Santo Evécio, que, no tempo do imperador Diocleciano, quando viu expostos no foro os editos contra os fiéis de Deus, inflamado no ardor da fé, à vista do povo rasgou publicamente o libelo da iníqua lei e, por isso, sofreu todo o género de cruéis suplícios.

2.   Em Tréveris, na Gália Bélgica, na actual Bélgica, São Modesto, bispo.

3.   Em Cantuária, na Inglaterra, Santo Etelberto, rei de Kent, o primeiro entre os príncipes dos Anglos que o bispo Santo Agostinho converteu à fé de Cristo.

4*.   Em Áscoli Piceno, nas Marcas, região da Itália, o Beato Constâncio Sérvoli de Fabriano, presbítero da Ordem dos Pregadores, que se distinguiu pela sua austeridade de vida e pelo zelo na promoção da paz.

5*.   Em Mântua, na Lombardia, também região da Itália, o Beato Marcos de Marcóni, religioso da Ordem dos Eremitas de São Jerónimo.

6*.   Em Algemesi, cidade da província de Valência, na Espanha, a Beata Josefa Naval Girbés, virgem, consagrada a Deus no mundo e dedicada especialmente à catequese das crianças.

7*.   Em Pagáni, na Campânia, região da Itália, o Beato Tomás Maria Fusco, presbítero, que tratou com suprema dedicação os pobres e os enfermos e fundou o Instituto das Filhas da Caridade do Preciosíssimo Sangue, destinado a trabalhar em várias obras sociais, especialmente em favor dos jovens e dos doentes.

8♦.   Em Pamplona, na Espanha, a Beata Ascensão do Coração de Jesus (Florentina Nicol Goñi), virgem, co-fundadora da Congregação das Missionárias Dominicanas do Santíssimo Rosário.