Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-02-05

DOMINGO V DO TEMPO COMUM

Verde – Ofício do domingo (Semana I do Saltério). Te Deum.
+ Missa própria, Glória, Credo, pf. dominical.

L 1 Is 58, 7-10; Sal 111 (112), 4-5. 6-7. 8a e 9
L 2 1 Cor 2, 1-5
Ev Mt 5, 13-16

* Proibidas as Missas de defuntos, excepto a exequial.
* Em todas as dioceses de Portugal – Ofertório para a Universidade Católica.
* II Vésp. do domingo – Compl. dep. II Vésp. dom.

 

Ano A

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 94, 6-7
Vinde, prostremo-nos em terra,
adoremos o Senhor que nos criou.
O Senhor é o nosso Deus.


ORAÇÃO COLECTA
Guardai, Senhor, com paternal bondade a vossa família;
e, porque só em Vós põe a sua confiança,
defendei-a sempre com a vossa protecção.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Is 58, 7-10
«A tua luz despontará como a aurora»

A palavra de Deus é-nos dirigida, muitas vezes, por meio de imagens, de comparações. A comparação é maneira fácil de ser compreendida e, por meio dela, a verdade chegará melhor à inteligência e ao coração. Hoje a palavra de Deus fala-nos muito de “luz”. A nossa vida, sem a luz da palavra de Deus, fica nas trevas; mas, se se deixa iluminar e guiar por aquela palavra, está sempre na luz, como na frescura clara das manhãs. Esta luz, que vem de Deus, ilumina o nosso coração e palpa-se nas próprias mãos, quando as nossas obras correspondem à nossa fé. É este o testemunho que já o Antigo Testamento propunha aos crentes.

Leitura do Livro do profeta Isaías
Eis o que diz o Senhor: «Reparte o teu pão com o faminto, dá pousada aos pobres sem abrigo, leva roupa ao que não tem que vestir e não voltes as costas ao teu semelhante. Então a tua luz despontará como a aurora e as tuas feridas não tardarão a sarar. Preceder-te-á a tua justiça e seguir-te-á a glória do Senhor. Então, se chamares, o Senhor responderá, se O invocares, dir-te-á: ‘Aqui estou’. Se tirares do meio de ti a opressão, os gestos de ameaça e as palavras ofensivas, se deres do teu pão ao faminto e matares a fome ao indigente, a tua luz brilhará na escuridão e a tua noite será como o meio-dia».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 111 (112), 4-5.6-7.8a e 9
(R. 4a ou Aleluia)
Refrão: Para o homem recto
nascerá uma luz no meio das trevas. Repete-se
Ou: Aleluia. Repete-se

Brilha aos homens rectos, como luz nas trevas,
o homem misericordioso, compassivo e justo.
Ditoso o homem que se compadece e empresta
e dispõe das suas coisas com justiça. Refrão

Este jamais será abalado;
o justo deixará memória eterna.
Ele não receia más notícias:
seu coração está firme, confiado no Senhor. Refrão

O seu coração é inabalável, nada teme;
reparte com largueza pelos pobres,
a sua generosidade permanece para sempre
e pode levantar a cabeça com altivez. Refrão


LEITURA II 1 Cor 2, 1-5
«Anunciei-vos o mistério de Cristo crucificado»

A segunda leitura é, na maior parte das vezes, tirada de uma epístola, uma carta apostólica dirigida a determinada comunidade cristã. Essa leitura dá-nos, por isso, o quadro da vida dessa comunidade, e ensina-nos como poderá hoje a nossa comunidade viver também a fé cristã. Na leitura de hoje, o Apóstolo, ao dirigir-se a uma comunidade que era muito pobre, apresenta-se como missionário desprovido de meios humanos, e cuja força e riqueza lhe vem só de Jesus Cristo crucificado. É este mistério que ele tem para lhes anunciar. Assim também hoje a nós.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo S. Paulo aos Coríntios
Quando fui ter convosco, irmãos, não me apresentei com sublimidade de linguagem ou de sabedoria a anunciar-vos o mistério de Deus. Pensei que, entre vós, não devia saber nada senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado. Apresentei-me diante de vós cheio de fraqueza e de temor e a tremer deveras. A minha palavra e a minha pregação não se basearam na linguagem convincente da sabedoria humana, mas na poderosa manifestação do Espírito Santo, para que a vossa fé não se fundasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus.
Palavra do Senhor.


ALELUIA Jo 8, 12
Refrão: Aleluia. Repete-se
Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor:
quem Me segue terá a luz da vida. Refrão


EVANGELHO Mt 5, 13-16
«Vós sois a luz do mundo»

Jesus Cristo é luz que vem da luz, como dizemos no “Credo”; Ele é o Filho de Deus, que veio a este mundo como Luz para os homens. E agora é o próprio Senhor Jesus que diz aos seus discípulos que são eles a luz do mundo, porque a luz de Deus chegará aos homens do mundo por meio daqueles que já se deixaram iluminar pela luz de Cristo. É por meio dos discípulos de Cristo que os homens acreditarão em Cristo, e, por Ele, irão ao Pai.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Vós sois o sal da terra. Mas se ele perder a força, com que há-de salgar-se? Não serve para nada, senão para ser lançado fora e pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende uma lâmpada para a colocar debaixo do alqueire, mas sobre o candelabro, onde brilha para todos os que estão em casa. Assim deve brilhar a vossa luz diante dos homens, para que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai que está nos Céus».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Senhor nosso Deus,
que criastes o pão e o vinho para auxílio da nossa fraqueza
concedei que eles se tornem para nós
sacramento de vida eterna.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 106, 8-9
Dêmos graças ao Senhor pela sua misericórdia,
pelos seus prodígios em favor dos homens,
porque Ele deu de beber aos que tinham sede
e saciou os que tinham fome.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Deus de bondade,
que nos fizestes participantes do mesmo pão
e do mesmo cálice,
concedei que, unidos na alegria e no amor de Cristo,
dêmos fruto abundante para a salvação do mundo.
Por Nosso Senhor.

 

 

Santo

S. ÁGUEDA, virgem e mártir

 

 

Martirológio

Memória de Santa Águeda, virgem e mártir, que, em Catânia, na Sicília, ainda jovem, no furor da perseguição conservou através do martírio a pureza do corpo e a integridade da fé, dando testemunho de Cristo Senhor.

 

2.   No Ponto, território da actual Turquia, a comemoração de vários santos mártires na perseguição do imperador Maximiano: uns submergidos em chumbo derretido, outros atormentados com canas agudas por entre as unhas e a carne e com muitos e repetidos suplícios, mereceram do Senhor a palma e a coroa de glória por tão ilustre martírio.

3.   Em Vienne, na Gália Lionense, na actual França, Santo Avito, bispo, cuja fé e actividade pastoral, no tempo do rei Gondebaldo, defendeu as Gálias da heresia ariana.

4.   Em Sabiona, na Récia, no actual Alto Ádige, região da Itália, São Ingenuíno, que foi o primeiro bispo desta sede.

5*.   Na Lucânia, hoje na Basilicata, região da Itália, São Lucas, abade segundo os Padres Orientais, que observou uma intensa vida monástica, primeiramente na Sicília, sua terra natal; depois em vários lugares por causa da invasão dos Sarracenos; finalmente, morreu perto de Armento, no mosteiro dos Santos Elias e Anastásio de Carnone, por ele fundado.

6*.   Em Roma, no mosteiro de São Cesário, São Sabas o Jovem, monge, que, com o seu irmão Macário, durante a incursão dos Sarracenos, propagou incansavelmente a vida cenobítica nas regiões da Calábria e da Lucânia.

7.   Em Bressanone, no território de Trento, hoje Trentino - Alto Ádige, região da Itália, a comemoração de Santo Albuíno, bispo, que transferiu para esta cidade a sede episcopal de Sabiona.

8*.   Em Colónia, na Lotaríngia, hoje na Alemanha, Santa Adelaide, primeira abadessa do mosteiro de Villich, na qual introduziu a Regra de São Bento e, posteriormente, abadessa também do mosteiro de Santa Maria de Colónia, onde morreu.

9.   Em Nagasáki, no Japão, a paixão dos santos Paulo Miki e vinte e cinco companheiros, mártires, cuja memória se celebra amanhã.

10*.   Em Laval, na França, a Beata Francisca Mézière, virgem e mártir, que se dedicou à educação das crianças e ao cuidado dos enfermos e, durante a Revolução Francesa, foi assassinada em ódio à fé.

11*.   Em Roma, a Beata Isabel Canóri Mora, mãe de família, que, depois de ter sofrido durante muito tempo, com invencível caridade e paciência, a infidelidade do esposo, as angústias económicas e as cruéis hostilidades dos parentes, ofereceu a vida ao Senhor pela conversão, salvação, paz e santificação dos pecadores, agregando-se à Ordem Terceira da Santíssima Trindade.

12.   Em Valtiervilla, localidade do México, São Jesus Méndez, presbítero e mártir, que morreu pelo reino de Cristo na perseguição mexicana.