Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-03-13

SEGUNDA-FEIRA da semana II

Roxo – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. da Quaresma.

L 1 Dan 9, 4b-10; Sal 78 (79), 8. 9. 11. 13
Ev Lc 6, 36-38

* 4.º aniversário da eleição do Papa Francisco (2013). Onde se fizerem celebrações especiais, pode dizer-se a Missa do aniversário da eleição do Papa. Em todas as Missas, quando houver oração universal, incluir-se-á uma intenção especial pelo Papa.
* Na Diocese de Santarém – Aniversário da Ordenação episcopal de D. Manuel Pelino Domingues (1988).

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 25, 11-12
Salvai-me, Senhor, e tende piedade de mim. Os meus pés seguem o caminho recto. Nas assembleias bendirei o Senhor.¬


ORAÇÃO COLECTA
Deus de infinita misericórdia, que nos ordenais a penitência do corpo para remédio do espírito, concedei que possamos evitar todo o pecado e cumprir fielmente as exigências da vossa lei. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Dan 9, 4b-10
«Pecámos, cometemos injustiças e iniquidades»

De novo, uma liturgia penitencial, que não é de estranhar neste tempo. Penitencial não quer dizer triste; quer dizer antes denúncia do pecado, chamamento à conversão, anúncio do perdão e da misericórdia do Pai. O primeiro passo na conversão é o reconhecimento, diante de Deus, da situação de pecador. E logo surge a oração humilde e confiante de quem pede o perdão, como a de Daniel, o cativo da Babilónia.

Leitura da Profecia de Daniel
Senhor, Deus grande e terrível, que sois fiel à aliança e à mi¬¬sericórdia para com os que Vos amam e observam os vossos mandamentos! Nós pecámos, cometemos injustiças e iniquidades, fomos rebeldes, afastando-nos dos vossos mandamentos e preceitos. Não escutámos os profetas, vossos servos, que em vosso nome falavam aos nossos reis, aos nossos chefes e antepassados e a todo o povo da nação. Em Vós, Senhor, está a justiça; em nós recai a vergonha que sentimos no rosto, como sucede neste dia aos homens de Judá, aos habitantes de Jerusalém e a todo o Israel, aos que estão perto e aos que estão longe, em todos os países para onde os dispersastes por causa das infidelidades que contra Vós cometeram. Sobre nós, Senhor, recai a vergonha que sentimos no rosto, sobre os nossos reis, chefes e antepassados, porque pecámos contra Vós. No Senhor, nosso Deus, está a misericórdia e o perdão, porque nos revoltámos contra Ele e não escutámos a voz do Senhor, nosso Deus, seguindo as leis que nos dava por meio dos profetas, seu servos.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 78 (79), 8.9.11.13 (R. Salmo 102, 10a)
Refrão: Não nos julgueis, Senhor, pelos nossos pecados. Repete-se

Não recordeis, Senhor, contra nós
as culpas dos nossos pais.
Corra ao nosso encontro a vossa misericórdia,
porque somos tão miseráveis. Refrão


Ajudai-nos, ó Deus, nosso salvador,
para glória do vosso nome.
Salvai-nos e perdoai os nossos pecados,
para glória do vosso nome. Refrão


Chegue à vossa presença, Senhor,
o gemido dos cativos;
pela omnipotência do vosso braço,
libertai os condenados à morte. Refrão


E nós, vosso povo,
ovelhas do vosso rebanho,
louvar-Vos-emos para sempre
e de geração em geração cantaremos a vossa glória.
Refrão


ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO cf. Jo 6, 63c.68c
Refrão: Glória a Vós, Senhor, Filho do Deus vivo. Repete-se
As vossas palavras, Senhor, são espírito e vida:
Vós tendes palavras de vida eterna. Refrão


EVANGELHO Lc 6, 36-38
«Perdoai e sereis perdoados»

O homem, feito em santidade à imagem de Deus, também agora, ao suplicar o perdão de seus pecados, há-de imitar o Pai das misericórdias, há-de perdoar a quem o ofendeu, como numa cadeia de amor, de Deus ao pecador, deste ao seu irmão.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Sede misericordiosos, como o vosso Pai é misericordioso. Não julgueis e não sereis julgados. Não condeneis e não sereis condenados. Perdoai e sereis perdoados. Dai e dar-se-vos-á: deitar-vos-ão no regaço uma boa medida, calcada, sacudida, a transbordar. A medida que usardes com os outros será usada também convosco».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Atendei, Senhor, as nossas súplicas e livrai das seduções terrenas aqueles a quem destes a graça de celebrar os mistérios celestes. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio da Quaresma


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Lc. 6, 36
Sede misericordiosos,
como o vosso Pai celeste é misericor¬dioso, diz o Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Concedei-nos, Senhor, que esta comunhão nos purifique do pecado e nos torne participantes da alegria celeste. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Martirológio

1.   Em Nicomédia, na Bitínia, hoje Izmit, na actual Turquia, os santos mártires Macedónio, presbítero, Patrícia, sua esposa, e Modesta, sua filha.

2.   Em Hermópolis, no Egipto, São Sabino, mártir, que, depois de padecer muitos tormentos, morreu lançado ao rio.

3.   Na Pérsia, no actual Irão, Santa Cristina, mártir, que, depois de ter sido vergastada com azorragues, consumou o martírio no tempo de Cósroas, rei dos Persas.

4*.   Em Poitiers, na Aquitânia, na hodierna França, São Piêncio, bispo, que prestou grande auxílio a Beata Radegundes na fundação de cenóbios.

5.   Em Sevilha, na Hispânia, São Leandro, bispo, irmão dos santos Isidoro, Fulgêncio e Florentina, o qual, pela sua pregação e solicitude, converteu o povo dos Visigodos da impiedade ariana à fé católica, com o auxílio do seu rei Recaredo.

6*.   No mosteiro de Novalesa, junto ao Moncenísio, no vale de Susa, actualmente no Piemonte, região da Itália, Santo Eldrado, abade, grande promotor do culto divino, que reformou o saltério e fez construir novas igrejas.

7.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, a paixão dos santos Rodrigo, presbítero, e Salomão, mártires: o primeiro, por se ter recusado a acreditar que Maomé era verdadeiramente o profeta enviado pelo Omnipotente, foi metido no cárcere, onde encontrou Salomão, que algum tempo antes aderira à religião maometana, e ambos consumaram o seu glorioso combate, sendo degolados.

8.   Em Camerino, no Piceno, na actual região das Marcas, na Itália, Santo Ansovino, bispo.

9*.   No mosteiro de Cava de’ Tirréni, na Campânia, também região da Itália, o Beato Pedro II, abade.

10*.   Em Oxford, na Inglaterra, o Beato Agnelo de Pisa, presbítero, que, enviado por São Francisco à França e depois à Inglaterra, aí instituiu a Ordem dos Menores e promoveu as ciências sagradas.

11*.   Em Ernée, no território de Mayenne, na França, a Beata Francisca Tréhet, virgem da Congregação da Caridade e mártir, que se dedicou com grande solicitude à instrução das crianças e ao cuidado dos enfermos e, durante a Revolução Francesa, morrendo ao fio da espada, consumou o seu martírio por Cristo.

12♦.   Na Baía, cidade do Brasil, a Beata Dulce Lopes Pontes (Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes), virgem da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, que dedicou totalmente mais de cinquenta anos da sua vida ao serviço do próximo, especialmente aos mais carenciados e ao operariado, fundando em seu favor várias obras, entre as quais, o Hospital Santo António, o Centro Educativo Santo António, a União Operária São Francisco, o Centro Operário da Baía.