Liturgia diária

Agenda litúrgica

2017-09-19

TERÇA-FEIRA da semana XXIV

S. Januário, bispo e mártir – MF
Verde ou verm. – Ofício da féria ou da memória.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 1 Tim 3, 1-13; Sal 100 (101), 1-2ab. 2cd-3ab. 5. 6
Ev Lc 7, 11-17

* Na Ordem Agostiniana – S. Afonso de Orozco, presbítero – MO
* Na Ordem dos Franciscanos Capuchinhos – S. Francisco Maria de Camporosso, religioso, da I Ordem – MO

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Sir 36, 18
Dai a paz, Senhor, aos que em Vós esperam
e confirmai a verdade dos vossos profetas.
Escutai a prece dos vossos servos e abençoai o vosso povo.


ORAÇÃO COLECTA
Deus, Criador e Senhor de todas as coisas,
lançai sobre nós o vosso olhar;
e para sentirmos em nós os efeitos do vosso amor,
dai-nos a graça de Vos servirmos com todo o coração.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) 1 Tim 3, 1-13
«Quem exerce um cargo de governo na Igreja
deve ser irrepreensível; igualmente os diáconos devem conservar
o mistério da fé numa consciência pura»

A leitura refere-se a pessoas investidas em diversos cargos de responsabilidade na Igreja. A esses responsáveis pede-se, antes de mais, que saibam orientar a sua própria casa e as suas coisas pessoais, para depois saberem orientar a Igreja de Deus. O celibato não era ainda, neste tempo, a situação geral dos ministros da comunidade.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo
Caríssimo: É digna de fé esta palavra: Quem aspira a um cargo de governo na Igreja aspira a uma nobre função. Mas quem exerce esse cargo deve ser irrepreensível, casado uma só vez, sóbrio, ponderado, digno, hospitaleiro, capaz de ensinar, não dado ao vinho, nem violento, mas condescendente, pacífico e desinteressado. Deve governar bem a sua casa, mantendo os filhos submissos com toda a dignidade, pois quem não sabe governar a própria casa, como poderá cuidar da Igreja de Deus? Não deve ser um recém-convertido, não aconteça que se encha de orgulho e venha a incorrer na mesma condenação do diabo. Além disso, deve gozar de boa fama entre os de fora, para não cair no descrédito e em alguma cilada do diabo. Os diáconos devem igualmente ser dignos, homens de palavra, não propensos ao excesso de bebidas nem a lucros desonestos; e conservem o mistério da fé numa consciência pura. Sejam primeiro postos à prova; depois, se não houver nada a censurar-lhes, poderão exercer o diaconado. As suas mulheres devem igualmente ser dignas, não maldizentes, mas sóbrias e fiéis em tudo. Não se casem os diáconos mais que uma vez; governem bem os filhos e a própria casa. Porque aqueles que exercem bem o seu ministério alcançam uma posição honrosa e uma firme confiança, fundada sobre a fé em Cristo Jesus.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 100 (101), 1-2ab.2cd-3ab.5.6 (R. cf. 2b)
Refrão: Andarei no caminho perfeito. Repete-se

Quero cantar a bondade e a justiça:
a Vós, Senhor, entoarei salmos.
Quero seguir o caminho perfeito:
quando vireis ao meu encontro? Refrão

Viverei na inocência do coração
no interior da minha casa.
Não porei diante de meus olhos
qualquer acção perversa. Refrão

Quem às ocultas calunia o seu próximo,
hei-de reduzi-lo ao silêncio.
Ao de olhar altivo e coração soberbo,
não o poderei suportar. Refrão

Tenho os olhos postos na gente leal da minha terra,
para que esteja sempre ao meu lado.
Só aquele que segue o caminho perfeito
poderá ser meu servo. Refrão


ALELUIA Lc 7, 16
Refrão: Aleluia. Repete-se
Apareceu no meio de nós um grande profeta:
Deus visitou o seu povo. Refrão


EVANGELHO Lc 7, 11-17
«Jovem, Eu te digo: levanta-te»

Jesus ressuscita um morto, como, no Antigo Testamento, o tinham feito Elias e Eliseu. Assim, Jesus Se manifesta grande profeta, como a multidão acaba por reconhecer. Na sua pessoa, Deus está presente no meio do seu povo, numa visita de salvação e, nesta ressurreição, Jesus adianta um sinal da sua futura ressurreição.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, dirigia-Se Jesus para uma cidade chamada Naim; iam com Ele os seus discípulos e uma grande multidão. Quando chegou à porta da cidade, levavam um defunto a sepultar, filho único de sua mãe, que era viúva. Vinha com ela muita gente da cidade. Ao vê-la, o Senhor compadeceu-Se dela e disse-lhe: «Não chores». Jesus aproximou-Se e tocou no caixão; e os que o transportavam pararam. Disse Jesus: «Jovem, Eu te ordeno: levanta-te». O morto sentou-se e começou a falar; e Jesus entregou-o à sua mãe. Todos se encheram de temor e davam glória a Deus, dizendo: «Apareceu no meio de nós um grande profeta; Deus visitou o seu povo». E a fama deste acontecimento espalhou-se por toda a Judeia e pelas regiões vizinhas.
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Ouvi, Senhor, com bondade as nossas súplicas
e recebei estas ofertas dos vossos fiéis,
para que os dons oferecidos por cada um de nós
para glória do vosso nome
sirvam para a salvação de todos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 35, 8
Como é admirável, Senhor, a vossa bondade!
A sombra das vossas asas se refugiam os homens.

Ou cf. 1 Cor 10, 16
O cálice de bênção é comunhão no Sangue de Cristo;
e o pão que partimos é comunhão no Corpo do Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Senhor nosso Deus,
concedei que este sacramento celeste
nos santifique totalmente a alma e o corpo,
para que não sejamos conduzidos pelos nossos sentimentos
mas pela virtude vivificante do vosso Espírito.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. JANUÁRIO, bispo e mártir

 

 

Martirológio

São Januário, bispo de Benevento e mártir, que, em Pozzuóli, próximo de Nápoles, na Campânia, durante a perseguição contra a fé cristã, padeceu o martírio por Cristo.

 

2.   Em Sínada, na Frígia, hoje Cifitkasaba, na Turquia, São Trófimo, mártir.

3.   Na Palestina, os santos mártires Peleu e Nilo, bispos no Egipto, Elias, presbítero, e Patermúcio, que, pela sua fé em Cristo, foram queimados vivos juntamente com muitos outros clérigos, durante a perseguição do imperador Diocleciano.

4.   Em Tours, na Gália Lionense, actualmente na França, Santo Eustóquio, bispo, que, procedendo da ordem senatorial, foi um homem santo e religioso e sucedeu a São Brício na sede episcopal.

5.   No mosteiro de Sisteron, no território de Langres, também na Gália, hoje na França, São Sena, presbítero e abade.

6.   No território de Bourges, na Aquitânia, também na hodierna França, São Mariano, eremita, que se alimentava apenas de frutos silvestres e mel eventualmente encontrado.

7*.   Em Metz, na Austrásia, também na actual França, São Goerico ou Abão, bispo, que sucedeu a Santo Arnolfo, cujo corpo trasladou solenemente para esta cidade.

8.   Em Cantuária, na Inglaterra, São Teodoro, bispo, que, sendo monge procedente de Tarso, foi ordenado bispo pelo papa São Vitaliano e enviado quase septuagenário para a Inglaterra, onde governou com fortaleza de ânimo a Igreja que lhe foi confiada.

9.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, Santa Pomposa, virgem e mártir, que, durante a perseguição dos Mouros, ao ter conhecimento do martírio de Santa Colomba, saiu furtivamente do mosteiro de Peñamelária em direcção a Córdova, onde declarou destemidamente perante o juiz a sua fé em Cristo e, imediatamente degolada às portas do palácio, conseguiu a palma gloriosa.

10*.   Em Freising, na Baviera, região da Alemanha, São Lamberto, bispo.

11*.   Em Buonvicino, próximo de Cosenza, na Calábria, região da Itália, São Ciríaco, abade.

12*.   Em Gap, na Provença, região da França, Santo Arnolfo, bispo, que superou muitas dificuldades para reformar a recta disciplina na vida da Igreja.

13*.   Em Barcelona, na Catalunha, região da Espanha, Santa Maria de Cervelló, virgem da Ordem de Nossa Senhora das Mercês, que, pela obra realizada em favor dos que a ela acorriam, era chamada popularmente «Maria do Socorro».

14.   Em Madrid, também na Espanha, Santo Afonso de Orozco, presbítero da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho, que, sendo o pregador da corte do rei, procedeu sempre com grande austeridade e humildade.

15.   Em Seul, na Coreia, a paixão de São Carlos Hyon Song-mun, mártir, que, sendo catequista, servia de guia, através de longas e árduas caminhadas, aos missionários na sua pátria; encerrado no cárcere com outros cristãos, nunca cessou de os exortar e finalmente foi degolado por causa da fidelidade a Cristo.

16.   Em Villefranche-de-Rouergue, no território de Rodez, na França, Santa Maria Gulhermina Emília de Rodat, virgem, que, para a formação das jovens e auxílio aos pobres, fundou a Congregação das Irmãs da Sagrada Família.

17*.   Em Ciempozuelos, povoação próxima de Madrid, na Espanha, o Beato Jacinto Hoyuelos González, religioso da Ordem de São João de Deus e mártir, que, durante a perseguição contra a Igreja, pela confissão de Cristo sofreu um glorioso martírio.

18*.   Em Benifayó, localidade da província de Valença, também na Espanha, a Beata Francisca Cualladó Baixauli, virgem e mártir, que, na mesma perseguição contra a fé, derramou o seu sangue por Cristo.

19*.   Em Madrid, também na Espanha, as beatas Maria de Jesus de la Iglesia y de Varo, Maria das Dores Aguiar-Mella y Díaz e Consolação Aguiar-Mella y Díaz, virgens do Instituto das Filhas de Maria das Escolas Pias e mártires, que foram coroadas pelo testemunho de Cristo.