Liturgia diária

Agenda litúrgica

2018-06-14

QUINTA-FEIRA da semana X

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 1 Reis 18, 41-46; Sal 64 (65), 10abcd. 10e-11. 12-13
Ev Mt 5, 20-26

* Na Ordem Carmelita – S. Eliseu, profeta – MO
* Na Ordem dos Carmelitas Descalços – B. Maria Cândida da Eucaristia, virgem – MF
* Na Congregação SS. Redentor – Coração Eucarístico de Jesus – MO
* Na Congregação das Irmãs Adoradoras Escravas do Santíssimo Sacramento e da Caridade – I Vésp. de S. Maria Micaela do Santíssimo Sacramento.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 26, 1-2
O Senhor é minha luz e salvação:
a quem temerei?
O Senhor é protector da minha vida:
de quem hei-de ter medo?


ORAÇÃO COLECTA
Deus, fonte de todo o bem,
ensinai-nos com a vossa inspiração a pensar o que é recto
e ajudai-nos com a vossa providência a pô-lo em prática.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos pares) 1 Reis 18, 41-46
«Elias orou e o céu fez cair a chuva» (Tg 5, 18)

À dureza de coração e ao orgulho do rei dominado pelo espírito de uma rainha pagã, adoradora de falsos deuses, responde a fé e a confiança de Elias no Senhor, o Deus único. Depois dos longos anos de seca, à oração do profeta volta a chuva tão desejada. No Novo Testamento, S. Tiago toma a oração insistente de Elias como modelo da oração dos cristãos.

Leitura do Primeiro Livro dos Reis
Naqueles dias, o profeta Elias disse ao rei Acab: «Sobe, come e bebe, porque já ouço o ruído da chuva». Enquanto Acab subiu para comer e beber, Elias foi ao cimo do monte Carmelo, prostrou-se em terra e pôs a cabeça entre os joelhos. Depois disse ao seu servo: «Sobe e olha em direcção ao mar». O servo subiu, olhou e disse: «Não há nada». Elias ordenou-lhe: «Volta sete vezes». À sétima vez, o servo exclamou: «Do lado do mar vem subindo uma nuvenzinha, tão pequena como a palma da mão». Elias ordenou-lhe: «Vai dizer a Acab: ‘Manda atrelar os cavalos e desce, para que a chuva te não detenha’». Num instante o céu se cobriu de nuvens, soprou o vento e caiu uma forte chuvada. Acab subiu para o carro e seguiu para Jezrael. A mão do Senhor veio sobre Elias; ele prendeu as vestes à cintura e correu diante de Acab, até à entrada de Jezrael.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 64 (65), 10abcd.10e-11.12-13 (R. cf. 2a)
Refrão: A Vós, Senhor Deus, se ergam louvores em Sião. Repete-se

Visitastes a terra e a regastes,
enchendo-a de fertilidade.
As fontes do céu transbordam em água
e fazeis brotar o trigo. Refrão

Assim preparais a terra;
regais os seus sulcos e aplanais as leivas,
Vós a inundais de chuva
e abençoais as sementes. Refrão

Coroastes o ano com os vossos benefícios,
por onde passastes brotou a abundância.
Vicejam as pastagens do deserto
e os outeiros vestem-se de festa. Refrão


ALELUIA Jo 13, 34
Refrão: Aleluia Repete-se
Dou-vos um mandamento novo, diz o Senhor;
amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Refrão


EVANGELHO Mt 5, 20-26
«Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento»

A lei nova do Evangelho é superior à antiga Lei, como ponto de chegada que é do caminho anteriormente percorrido. A lei antiga denunciava a transgressão e levava ao castigo; a lei do Evangelho tem por base o amor, como foi o amor que levou o Filho de Deus a fazer-Se homem e a revelar aos homens que o próprio Deus é amor. Por isso, o discípulo de Cristo há-de aprender a amar como Cristo amou, que é afinal como Deus nos ama.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se a vossa justiça não superar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus. Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’. Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submetido a julgamento. Quem chamar imbecil a seu irmão será submetido ao Sinédrio, e quem lhe chamar louco será submetido à geena de fogo. Portanto, se fores apresentar a tua oferta sobre o altar e ali te recordares que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar, vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão e vem depois apresentar a tua oferta. Reconcilia-te com o teu adversário, enquanto vais com ele a caminho, não seja caso que te entregue ao juiz, o juiz ao guarda, e sejas metido na prisão. Em verdade te digo: Não sairás de lá, enquanto não pagares o último centavo».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai com bondade, Senhor,
para os dons que apresentamos ao vosso altar
e fazei que esta oblação Vos seja agradável
e aumente em nós a caridade.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 17, 3
Sois o meu protector e o meu refúgio, Senhor;
sois o meu libertador; meu Deus, em Vós confio.

Ou 1 Jo 4, 16
Deus é amor.
Quem permanece no amor permanece em Deus
e Deus permanece nele.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos pedimos, Senhor,
que a acção santificadora deste sacramento
nos liberte das más inclinações
e nos conduza a uma vida santa.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Martirológio

1.   Em Samaria ou Sebaste, na Palestina, hoje Sivas, na Turquia, a comemoração de Santo Eliseu, discípulo de Elias, que foi profeta em Israel no tempo do rei Jorão até aos dias de Joás. Embora não tenha deixado oráculos escritos, pelos milagres que fez em favor dos estrangeiros anunciou a salvação que havia de vir para todos os homens.

2.   Em Aquileia, na Venécia, hoje no Friúli, região da Itália, São Proto, mártir.

3.   Em Soissons, na Gália Bélgica, actualmente na França, os santos Valério e Rufino, mártires.

4*.   Em Nápoles, na Campânia, região da Itália, São Fortunato, bispo.

5.   Em Vienne, na Borgonha, hoje na França, Santo Etério, bispo.

6.   Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Metódio, bispo, que, sendo monge, se dirigiu a Roma para defender o culto das sagradas imagens junto do papa Pascoal I e, ordenado bispo, celebrou solenemente o triunfo da verdadeira fé.

7.   Em Córdova, na Andaluzia, região da Espanha, os santos mártires Anastásio, presbítero, Félix, monge, e Digna, virgem, que morreram no mesmo dia e do mesmo modo: Anastásio, porque professou a fé cristã, perante os cônsules mouros, foi imediatamente passado à espada; com ele, pereceu também Félix, originário da Getúlia, na África Setentrional, que seguia a fé católica e a vida monástica nas Astúrias; Digna, ainda muito jovem, que repreendeu veementemente o juiz pela morte dos dois mártires, imediatamente foi degolada.

8♦.   Em Beapendi, cidade do estado de Minas Gerais, no Brasil, a Beata Francisca de Paula de Jesus (“Nhá Chica”), filha e neta de escravos, que, tendo ficado órfã aos dez anos, dedicou toda a sua humilde vida à oração e ao serviço dos mais necessitados.