Liturgia diária

Agenda litúrgica

2018-05-05

SÁBADO da semana V

Branco – Ofício da féria.
Missa da féria, pf. pascal.

L 1 Act 16, 1-10; Sal 99 (100), 2. 3. 5
Ev Jo 15, 18-21

* Na Ordem Agostiniana – BB. Vicente Soler, presbítero, e Companheiros, mártires – MO
* Na Ordem Carmelita – S. Ângelo da Sicília, presbítero e mártir – MO
* Na Ordem de São Domingos – S. Vicente Ferrer, presbítero – MO
* I Vésp. do domingo – Compl. dep. I Vésp. dom.

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA Col 2, 12
Com Cristo fostes sepultados no Baptismo
e também com Ele fostes ressuscitados
pela fé no poder de Deus que O ressuscitou dos mortos. Aleluia.


ORAÇÃO COLECTA
Deus eterno e omnipotente, que pelo Baptismo nos fizestes renascer para a vida eterna, concedei que os vossos filhos, regenerados para a esperança da imortalidade, alcancem com a vossa ajuda a plenitude da glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Actos 16, 1-10
«Passa à Macedónia e vem ajudar-nos»

S. Paulo faz segunda viagem apostólica. Parte de novo de Antioquia e pensa visitar as comunidades anteriormente fundadas. A leitura situa-o já em plena viagem, de novo na Ásia Menor, em Derbe, depois em Listra. Chega finalmente a Tróade, no extremo ocidental da Ásia. Em visão, é chamado por certo europeu da região da Macedónia do norte da Grécia. É o apelo da Europa ao Evangelho. Praza a Deus que tal apelo não mais deixe de se fazer ouvir... Paulo viaja agora com Timóteo, que o acompanhará até ao fim. Aparece também nesta passagem, pela primeira vez, o sujeito no plural: “Procurámos partir...”, testemunho de que S. Lucas, o autor do livro, está na comitiva.

Leitura dos Actos dos Apóstolos
Naqueles dias, Paulo chegou a Derbe e depois a Listra. Havia lá um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia crente e de pai grego. Os irmãos de Listra e de Icónio davam dele bom testemunho. Querendo Paulo levá-lo consigo, mandou-o circuncidar, por causa dos judeus que havia na região, pois todos sabiam que seu pai era grego. Nas cidades por onde passavam, transmitiam as decisões dos Apóstolos e anciãos de Jerusalém, recomendando que se cumprissem. Desse modo as Igrejas eram confirmadas na fé e cresciam em número, de dia para dia. Como o Espírito Santo os tinha impedido de anunciarem a palavra de Deus na Ásia, atravessaram a Frígia e o território da Galácia. Quando chegaram à fronteira da Mísia, tentaram dirigir-se à Bítínia, mas o Espírito de Jesus não lho permitiu. Atravessaram então a Mísia e desceram a Tróade. Durante a noite, Paulo teve uma visão: Um macedónio estava de pé diante dele e fazia-lhe este pedido: «Passa à Macedónia e vem ajudar-nos». Logo que ele teve esta visão, procurámos partir para a Macedónia, convencidos de que Deus nos chamava para anunciar ali o Evangelho.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 99 (100), 2.3.5 (R. 2a)
Refrão: Aclamai o Senhor, terra inteira. Repete-se
Ou: Aleluia. Repete-se

Aclamai o Senhor, terra inteira,
servi o Senhor com alegria,
vinde a Ele com cânticos de júbilo. Refrão

Sabei que o Senhor é Deus,
Ele nos fez, a Ele pertencemos,
somos o seu povo, as ovelhas do seu rebanho. Refrão

Porque o Senhor é bom,
eterna é a sua misericórdia,
a sua fidelidade estende-se de geração em geração. Refrão


ALELUIA Col 3, 1
Refrão: Aleluia Repete-se

Se ressuscitastes com Cristo, aspirai às coisas do alto,
onde Cristo está sentado à direita de Deus. Refrão


EVANGELHO Jo 15, 18-21
«Não sois do mundo, mas Eu vos escolhi do mundo»

Ao amor dos discípulos contrapõe-se o ódio do mundo para com eles, como já o tivera para com o próprio Jesus. Mas, também como aconteceu com o Mestre, será com amor que os discípulos vencerão quem os odeia. É a continuação da luta entre a luz e as trevas, a morte e a Vida; mas a luz, a Vida, terão a última palavra: triunfará, por fim, a força e a glória da ressurreição.


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro Me odiou a Mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu. Mas porque não sois do mundo, pois a minha escolha vos separou do mundo, é por isso que o mundo vos odeia. Lembrai-vos das palavras que Eu vos disse: ‘O servo não é mais do que o seu senhor’. Se Me perseguiram a Mim, também vos perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem Aquele que Me enviou».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Acolhei benignamente, Senhor, os dons da vossa família e concedei-lhe o auxílio da vossa protecção, para que não perca as graças recebidas e alcance os bens eternos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Prefácio pascal


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Jo 17, 20-21
Pai santo, Eu rogo por aqueles
que hão-de acreditar em Mim,
para que sejam em Nós confirmados na unidade
e o mundo acredite que Tu Me enviaste. Aleluia.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Guardai sempre, Senhor, com paternal bondade o povo que salvastes, para que se alegrem com a ressurreição do vosso Filho aqueles que foram redimidos pela sua paixão. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

 

Martirológio

1.   Em Autissiodoro, na Gália Lionense, hoje Auxerre, na França, São Joviniano, leitor e mártir.

2.   Em Alexandria, no Egipto, Santo Eutímio, diácono e mártir.

3.   Comemoração de São Máximo, bispo de Jerusalém, que, por ordem do imperador Maximino Daïa, depois de lhe tirarem um olho e queimar um pé com ferro em brasa, foi condenado ao trabalho forçado nas minas; mas, tendo sido liberto, regressou à sede de Jerusalém, onde, prestigiado pela sua gloriosa confissão da fé, finalmente descansou em paz.

4*.   Em Tréveris, na Gália Bélgica, actualmente na Alemanha, São Bretão, bispo, que defendeu a sua grei dos erros de Prisciliano, mas em vão tentou, juntamente com Santo Ambrósio de Milão e São Martinho de Tours, opor-se à ferocidade daqueles que pediram a morte de Prisciliano e dos seus sequazes.

5.   Em Arles, na Provença, na actual França, Santo Hilário, bispo, que, promovido com relutância da solidão de Lérins ao episcopado, trabalhando por suas mãos, usando a mesma túnica no inverno e no verão e caminhando a pé, a todos manifestou o seu amor da pobreza; assíduo à oração, às vigílias e aos jejuns, e incansavelmente entregue ao ministério da palavra, revelou aos pecadores a misericórdia de Deus, acolheu os órfãos e destinou todo o dinheiro recolhido nas basílicas para a redenção dos cativos.

6.   Em Vienne, na Gália Lionense, também na actual França, São Nicécio, bispo.

7.   Em Milão, na Ligúria, hoje na Lombardia, região da Itália, São Gerôncio, bispo.

8*.   Em Marchiennes, na Gália Bélgica, actualmente na França, São Mauronto, abade e diácono, que foi discípulo de Santo Amando.

9.   Em Limoges, na Aquitânia, também na hodierna França, São Sacerdote, que, depois de ser monge e abade, foi eleito bispo, mas finalmente quis voltar à vida monástica.

10.     Em Hildesheim, na Saxónia, região da Alemanha, São Gotardo ou Godeardo, bispo, que, sendo abade do mosteiro de Niederaltaich, visitou e instaurou outros mosteiros; depois sucedeu a São Bernardo nesta sede episcopal, onde promoveu o bem na sua Igreja, restabeleceu a disciplina regular do clero e abriu escolas.

11*.   Na Calábria, região da Itália, São Leão, eremita, que se entregou à contemplação e ao auxílio dos pobres e morreu no mosteiro de Áfrico, perto de Réggio, por ele fundado.

14*.   Em Recanáti, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, o Beato Benvindo Maréni, religioso da Ordem dos Menores.

12*.   Em Vençay, junto de Tours, na França, Santo Avertino, diácono, que acompanhou São Tomás Becket no exílio e, depois da morte deste santo, regressou para Vençay, onde seguiu vida eremítica.

13*.   Em Licata, na Sicília, região da Itália, Santo Ângelo, presbítero da Ordem dos Carmelitas e mártir.

15*.   Em Nápoles, na Campânia, também região da Itália, o Beato Núncio Sulprício, que, tendo ficado órfão, enfermo de gangrena numa perna e fisicamente muito debilitado, tudo suportou com alegre e paciente serenidade e a todos assistiu com grande solicitude, confortando assiduamente os companheiros de sofrimento e, apesar da sua extrema pobreza, socorrendo de todos os modos possíveis os indigentes.

16*.   Em Somasca, perto de Bérgamo, na Itália, a Beata Catarina Cittadíni, virgem, que, tendo ficado órfã desde a infância, foi educadora humilde e sábia; dedicou-se abnegadamente e sem descanso à formação das jovens pobres e ao ensino da doutrina cristã, fundando com esta finalidade o Instituto das Irmãs Ursulinas de Somasca.

17*.   Em Dresda, na Alemanha, o Beato Gregório Frackowiak, religioso da Sociedade do Verbo Divino e mártir, que, preso durante a guerra, com um golpe da guilhotina morreu por Cristo.