Liturgia diária

Agenda litúrgica

2019-02-25

SEGUNDA-FEIRA da semana VII

Verde – Ofício da féria.
Missa à escolha (cf. p. 18, n. 18).

L 1 Sir 1, 1-10; Sal 92 (93), 1ab. 1c-2. 5
Ev Mc 9, 14-29

* Na Congregação Salesiana e no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora – SS. Luís Versiglia, bispo, e Calisto Caravário, presbítero, mártires – FESTA
* Na Congregação do Santíssimo Redentor – Aniversário da aprovação do Instituto (1749).

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Salmo 12, 6
Eu confio, Senhor, na vossa bondade.
O meu coração alegra-se com a vossa salvação.
Cantarei ao Senhor por tudo o que Ele fez por mim.


ORAÇÃO COLECTA
Concedei-nos, Deus todo-poderoso,
que, meditando continuamente nas realidades espirituais,
pratiquemos sempre, em palavras e obras,
o que Vos agrada.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I (anos ímpares) Sir 1, 1-10
«A sabedoria foi criada antes de todas as coisas»

O Livro de Ben-Sirá é um dos livros que tem por assunto principal a sabedoria, ou seja, a descoberta do sentido da vida humana à luz da verdade de Deus. Esta manifesta-se logo na própria criação, mas sobretudo na palavra de Deus. Neste sentido, sábio não é necessariamente o que sabe muito, mas aquele que aprendeu a olhar para as coisas e sobretudo para a vida, e a saboreá-las com aquele sabor que só Deus pode comunicar aos homens.

Leitura do Livro de Ben-Sirá
Toda a sabedoria vem do Senhor e está com Ele para sempre. Quem poderá contar a areia do mar, as gotas da chuva, os dias da eternidade? Quem poderá medir a altura do céu, a amplidão da terra, a profundidade do abismo? A sabedoria foi criada antes de todas as coisas e a inteligência prudente existe desde sempre. A fonte da sabedoria é a palavra de Deus nos altos céus e os seus caminhos são preceitos eternos. A quem foi revelada a raiz da sabedoria? Quem conheceu as suas intenções secretas? A quem foi manifestada a ciência do Senhor? Quem compreendeu os seus grandes recursos? Só há um sábio, que é muito para temer: Aquele que está sentado no seu trono. Foi o próprio Senhor quem criou a sabedoria, a viu e avaliou, a derramou sobre todas as suas obras, em toda a criatura, segundo a sua generosidade, e a comunicou àqueles que O amam.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 92 (93), 1ab.1c-2.5 (R. 1a)
Refrão: O Senhor é rei no seu trono de luz. Repete-se

O Senhor é rei,
revestiu-Se de majestade,
revestiu-Se e cingiu-Se de poder. Refrão

Firmou o universo, que não vacilará.
É firme o vosso trono desde sempre,
Vós existis desde toda a eternidade. Refrão

Os vossos testemunhos são dignos de toda a fé,
a santidade habita na vossa casa
para todo o sempre. Refrão


ALELUIA cf. 2 Tim 1, 10
Refrão: Aleluia Repete-se
Jesus Cristo, nosso Salvador, destruiu a morte
e fez brilhar a vida por meio do Evangelho. Refrão


EVANGELHO Mc 9, 14-29
«Eu creio, Senhor, mas ajuda a minha pouca fé»

Nesta cena, que envolve a cura de uma criança epiléptica, pode notar-se o contraste entre a fé do pai da criança e a pouca fé dos discípulos, que o Senhor lastima e procura fortalecer. Em contrapartida, é admirável a oração simples e confiante do pai, que se apresenta como homem de pouca fé, mas que pede para ser nela fortalecido. Só a humildade e a confiança, como aquelas que inspiraram a oração daquele pai aflito, são caminho que leva à fé.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, Jesus desceu do monte, com Pedro, Tiago e João. Ao chegarem junto dos outros discípulos, viram uma grande multidão à sua volta e os escribas a discutir com eles. Logo que viu Jesus, a multidão ficou surpreendida e correu a saudá-l’O. Jesus perguntou-lhes: «Que estais a discutir?». Alguém Lhe respondeu do meio da multidão: «Mestre, eu trouxe-Te o meu filho, que tem um espírito mudo. Quando o espírito se apodera dele, lança-o por terra, e ele começa a espumar, range os dentes e fica rígido. Pedi aos teus discípulos que o expulsassem, mas eles não conseguiram». Tomando a palavra, Jesus disse-lhes: «Oh geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando terei de vos suportar? Trazei-mo aqui». Levaram-no para junto d’Ele. Quando viu Jesus, o espírito sacudiu fortemente o menino, que caiu por terra e começou a rebolar-se espumando. Jesus perguntou ao pai: «Há quanto tempo lhe sucede isto?». O homem respondeu-lhe: «Desde pequeno. E muitas vezes o tem lançado ao fogo e à agua para o matar. Mas se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e socorre-nos». Jesus disse: «Se posso?... Tudo é possível a quem acredita». Logo o pai do menino exclamou: «Eu creio, mas ajuda a minha pouca fé». Ao ver que a multidão corria para junto d’Ele, Jesus falou severamente ao espírito impuro: «Espírito mudo e surdo, Eu te ordeno: sai deste menino e nunca mais entres nele». O espírito, soltando um grito, agitou-o violentamente e saiu. O menino ficou como morto, de modo que muitas pessoas afirmavam que tinha morrido. Mas Jesus tomou-o pela mão e levantou-o, e ele pôs-se de pé. Quando Jesus entrou em casa, os discípulos perguntaram-Lhe em particular: «Porque não pudemos nós expulsá-lo?». Jesus respondeu-lhes: «Este género de espíritos não se pode fazer sair, a não ser pela oração».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Concedei, Senhor,
que celebremos dignamente estes divinos mistérios,
de modo que os dons oferecidos para vossa glória
sejam para nós fonte de eterna salvação.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 9, 2-3
Cantarei todas as vossas maravilhas.
Quero alegrar-me e exultar em Vós.
Cantarei ao vosso nome, ó Altíssimo.

Ou cf. Jo 11, 27
Senhor, eu creio que sois Cristo, Filho de Deus vivo,
o Salvador do mundo.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Nós Vos pedimos, Deus omnipotente,
que este sacramento de salvação
seja para nós penhor seguro de vida eterna.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Martirológio

1.   Em Perga, na Panfília, na actual Turquia, a paixão de São Nestor, bispo de Magido e mártir, que, preso durante a perseguição do imperador Décio, foi condenado pelo governador da província a morrer na cruz, para que sofresse o mesmo suplício do Crucificado, cuja fé professava.

2.   Em Nazianzo, na Capadócia, hoje Nenízi, na Turquia, São Cesário, médico, irmão de São Gregório de Nazianzo.

3*.   Em Maubeuge, na Gália Bélgica, actualmente na França, Santa Adeltrudes, virgem e abadessa.

4.   No mosteiro de Heindenheim, na Francónia, hoje na Alemanha, Santa Valburga, abadessa, que, a pedido de São Bonifácio e dos seus irmãos São Vilebaldo e São Vinebaldo, veio da Inglaterra para a Alemanha, onde dirigiu excelentemente dois mosteiros, um de monges e outro de monjas.

5*.   Em Agrigento, na Sicília, região da Itália, São Gerlando, bispo, que reorganizou a sua Igreja, liberta do poder dos Sarracenos.

6*.   No priorado de Orsan, no território de Bourges, região da Aquitânia, actualmente na França, o passamento do Beato Roberto de Abrissel, presbítero, que, pregando a conversão de costumes por várias terras, congregou dois mosteiros em Fontevrault, um para homens e outro para mulheres, sob a direcção de uma abadessa.

7.   Em Lucca, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, o Beato Avertano, peregrino e religioso da Ordem dos Carmelitas.

8*.   Em Puebla de los Ángeles, no México, o Beato Sebastião Aparício, um pastor de ovelhas que emigrou da Espanha para o México, onde ganhou fortuna que aplicou no auxílio aos indigentes e, depois de ter enviuvado duas vezes, foi recebido na Ordem dos Frades Menores e morreu quase centenário.

9*.   Em Láuria, na Lucânia, hoje na Basilicata, região da Itália, o Beato Domingos Lentíni, presbítero, que na sua terra desempenhou até à morte um frutuoso e multiforme ministério, sustentado numa vida de humildade, oração e penitência.

10♦.   Em Osaka, no Japão,o Beato Diogo Yuki Ryosetsu, presbítero da Companhia de Jesus e mártir.

11*.   Em Mdina, localidade da ilha de Malta, a Beata Maria Adeodata (Teresa) Pisáni, virgem da Ordem de São Bento, que foi abadessa do mosteiro de São Pedro e, dispondo com harmonia as horas e os tempos, exerceu sabiamente o seu ofício, cuidando dos pobres e dos abandonados e contribuindo com isso para proveito espiritual da própria comunidade.

12.   Em Xilinxian, cidade do Guangxi, província da China, São Lourenço Bai Xiaoman, mártir, operário e neófito, que preferiu ser flagelado e degolado a negar a Cristo. 

13♦.   Em Toledo, na Espanha, o Beato Ciríaco Maria Sancha y Hervás, bispo e fundador da Congregação das Irmãs da Caridade do Cardeal Sancha.

14.   Em Tequila, localidade do território de Guadalajara, no México, São Turíbio Romo, presbítero e mártir, que, durante a perseguição religiosa, foi morto em ódio ao sacerdócio.

15.   Nas margens do rio Beijiang, perto da cidade de Schaoguan, na província de Guandong, na China, os santos mártires Luís Versíglia, bispo, e Calisto Caravário, presbítero da Sociedade Salesiana, que sofreram o martírio por ter dado assistência cristã aos fiéis que lhes estavam confiados.

16♦.   Em La Plata, cidade da Argentina, a Beata Maria Ludovica (Antonina De Angelis), virgem da Congregação das Filhas de Nossa Senhora da Misericórdia, que se dedicou com espírito materno ao cuidado e formação das crianças e dos enfermos e pela sua diligente atenção aos necessitados num hospital se mostrou como um sinal da benignidade de Deus.