Liturgia diária

Agenda litúrgica

2020-01-17

SEXTA-FEIRA da semana I

S. Antão, abade – MO
Branco – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 1 Sam 8, 4-7. 10-22a; Sal 88 (89), 16-17. 18-19
Ev Mc 2, 1-12

* Na Diocese de Leiria-Fátima – Aniversário da restauração da Diocese (1918).
* Na Ordem de Cister – S. Antão, abade – MO

 

Missa

 

ANTÍFONA DE ENTRADA
Sobre um trono elevado vi sentado um homem,
que uma multidão de Anjos adora, cantando em coro:
Eis Aquele que reina eternamente.


ORAÇÃO COLECTA
Atendei, Senhor, as orações do vosso povo;
dai-lhe luz para conhecer a vossa vontade
e coragem para a cumprir fielmente.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I 1 Sam 8, 4-7.10-22a
«Haveis de gritar contra o rei que escolhestes,
mas então o Senhor não vos responderá»

A leitura leva-nos já aos últimos anos de Samuel, durante os quais fora juiz do povo de Deus. Esta passagem é testemunho das diversas correntes políticas existentes em Israel. No entanto, a união de todos seria o único meio de resistir ao inimigo que os ameaçava, os Filisteus. Mas nenhum dos regimes podia perder de vista que o supremo condutor do povo é Deus.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel
Naqueles dias, reuniram-se todos os anciãos de Israel e foram ter com Samuel a Ramá. E disseram a Samuel: «Tu já estás velho e os teus filhos não seguem o teu exemplo. Por isso, dá-nos um rei que nos governe, como acontece com os outros povos». Desagradou a Samuel que eles tivessem dito: «Dá-nos um rei que nos governe». Samuel orou ao Senhor e o Senhor respondeu-lhe: «Atende à voz do povo em tudo o que ele te pedir; porque não foi a ti que rejeitaram, mas a Mim: não querem que Eu reine sobre eles». Samuel comunicou todas as palavras do Senhor ao povo que lhe pedia um rei e acrescentou: «Serão estes os direitos do rei que vai reinar sobre vós: Requisitará os vossos filhos, para cuidarem dos seus carros e dos seus cavalos, e os fará correr à frente do seu carro. Ele os utilizará como chefes de mil homens e chefes de cinquenta. Mandará que lavrem os seus campos e ceifem as suas colheitas, que fabriquem as suas armas de guerra e as peças dos seus carros. Requisitará também as vossas filhas, para trabalharem como perfumistas, cozinheiras e padeiras. Tomará os vossos melhores campos, vinhas e olivais, para os dar aos seus servos. Cobrará o dízimo das vossas sementeiras e das vossas vinhas, para o dar aos seus cortesãos e ministros. Ficará com os vossos melhores servos e servas, com os vossos melhores bois e jumentos, para os empregar no seu serviço. Cobrará o dízimo dos vossos rebanhos e vós mesmos sereis seus escravos. Nesse dia, reclamareis contra o rei que escolhestes, mas então o Senhor não vos responderá». O povo não fez caso das palavras de Samuel e disse: «Não importa. Queremos um rei e assim seremos como todos os outros povos: o nosso rei é que há-de governar-nos e marchará à nossa frente para comandar os nossos combates». Samuel ouviu tudo o que o povo disse e comunicou-o ao Senhor. O Senhor respondeu-lhe: «Faz o que eles querem e dá-lhes um rei».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 88 (89), 16-17.18-19 (R. 2a)
Refrão: Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor. Repete-se
Ou: Eu canto para sempre a bondade do Senhor. Repete-se

Feliz do povo que sabe aclamar-Vos
e caminha, Senhor, à luz do vosso rosto.
Todos os dias aclama o vosso nome
e se gloria com a vossa justiça. Refrão

Vós sois a sua força,
com o vosso favor se exalta a nossa valentia.
Do Senhor é o nosso escudo
e do Santo de Israel o nosso rei. Refrão


ALELUIA Lc 7, 16
Refrão: Aleluia Repete-se
Apareceu entre nós um grande profeta:
Deus visitou o seu povo. Refrão


EVANGELHO Mc 2, 1-12
«O Filho do homem tem na terra o poder de perdoar os pecados»

O perdão dos pecados anda sempre ligado à Boa Nova do Reino de Deus. O perdão dos pecados é a primeira libertação de que o homem precisa para poder sair do círculo fechado em que o Mal (o Maligno, diria S. João) o envolve e o angustia. O primeiro efeito do anúncio da Boa Nova será levar o homem, à luz da Palavra de Deus, a reconhecer-se pecador, a reconhecer o amor de Deus e a decidir-se a pedir-Lhe perdão.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Quando Jesus entrou de novo em Cafarnaum e se soube que Ele estava em casa, juntaram-se tantas pessoas que já não cabiam sequer em frente da porta; e Jesus começou a pregar lhes a palavra. Trouxeram-Lhe um paralítico, transportado por quatro homens; e, como não podiam levá-lo até junto d’Ele, devido à multidão, descobriram o tecto, por cima do lugar onde Ele Se encontrava e, feita assim uma abertura, desceram a enxerga em que jazia o paralítico. Ao ver a fé daquela gente, Jesus disse ao paralítico: «Filho, os teus pecados estão perdoados». Estavam ali sentados alguns escribas, que assim discorriam em seus corações: «Porque fala Ele deste modo? Está a blasfemar. Não é só Deus que pode perdoar os pecados?». Jesus, percebendo o que eles estavam a pensar, perguntou-lhes: «Porque pensais assim nos vossos corações? Que é mais fácil? Dizer ao paralítico ‘Os teus pecados estão perdoados’ ou dizer ‘Levanta-te, toma a tua enxerga e anda’? Pois bem. Para saberdes que o Filho do homem tem na terra o poder de perdoar os pecados, ‘Eu te ordeno – disse Ele ao paralítico – levanta-te, toma a tua enxerga e vai para casa’». O homem levantou-se, tomou a enxerga e saiu diante de toda a gente, de modo que todos ficaram maravilhados e glorificavam a Deus, dizendo: «Nunca vimos coisa assim».
Palavra da salvação.


ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai benignamente, Senhor, a oblação do vosso povo
e fazei que ela santifique a nossa vida
e torne eficaz a nossa oração.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 35, 10
Em Vós, Senhor, está a fonte da vida: na vossa luz veremos a luz.

Ou Jo 10, 10
Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância, diz o Senhor.


ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Deus todo-poderoso,
que nos alimentais com os vossos sacramentos,
dai-nos a graça de Vos servir com uma vida santa.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Santo

S. ANTÃO, abade

 

 

Martirológio

Memória de Santo Antão, abade, que, tendo perdido os seus pais, distribuiu todos os seus bens pelos pobres, seguindo os preceitos evangélicos, e se retirou para a solidão da Tebaida, no Egipto, onde começou a praticar a vida ascética; colaborou com grande zelo no fortalecimento da Igreja, ajudando os confessores da fé durante a perseguição de Diocleciano, e apoiou Santo Atanásio na luta contra os arianos. Foram tantos os seus discípulos, que mereceu ser considerado pai dos monges.

 

2.   Na Capadócia, na actual Turquia, os santos Espeusipo, Elasipo, Melasipo, irmãos, e sua avó, Leonila, mártires.

3.   No Osroene, num território actualmente situado entre a Síria e a Turquia, a comemoração de São Julião, asceta, chamado pelos antigos Sabas, isto é, Ancião, que, embora tivesse abandonado o bulício da cidade, deixou temporariamente a sua amada solidão, para refutar tenazmente em Antioquia os sequazes da heresia ariana.

4.   Em Die, na Gália Lionense, actualmente na França, São Marcelo, bispo, que, sendo defensor da cidade, foi expulso para o exílio pelo rei ariano Eurico por ter perseverado na fé católica.

5.   Em Bourges, na Aquitânia, actualmente também na França, São Sulpício o Piedoso, bispo, que, promovido da corte régia ao episcopado, teve como maior preocupação o cuidado dos pobres.

6*.   Na Baviera, hoje região da Alemanha, São Gamelberto, presbítero, que, para fundar o mosteiro de Metten, doou os seus bens a Utão, que ele tinha baptizado.

7*.   Em Fréjus, na Provença, região da França, Santa Rosalina, prioresa de Celle-Roubaud, da Ordem da Cartuxa, que foi célebre pela sua abnegação, vigílias, jejum e austeridade de vida.

8.   Em Tocolatlán, cidade do México, São Januário Sánchez Delgadillo, presbítero e mártir durante a perseguição mexicana.