Liturgia diária

Agenda litúrgica

2023-01-26

Quinta-feira da semana III

Santos Timóteo e Tito, bispos – MO
Branco – Ofício da memória.
Missa da memória.

L 1 2 Tim 1, 1-8 ou Tit 1, 1-5; Sal 95, 1-2a. 2b-3. 7-8a. 10 (próprias)
Ev Mc 4, 21-25 ou Lc 10, 1-9 (apropriado)

* Em todas as Dioceses de Portugal – Começa a Semana do Consagrado.
* Na Ordem Beneditina – Santos Roberto, Alberico e Estêvão, abades cistercienses – MF
* Na Ordem de Cister e na Ordem Cisterciense da Estrita Observância – Santos Roberto, Alberico e Estêvão, abades fundadores da Ordem – SOLENIDADE
* Na Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs (Lassalistas/La Salle) – Trasladação das Relíquias de São João Batista de La Salle (Fundador), para Roma – MF
* Na Companhia de Santa Teresa de Jesus – I Vésp. de S. Henrique de Ossó e Cervelhó.

 

Missa

 

Antífona de entrada Cf. Sl 95, 1.6
Cantai ao Senhor um cântico novo,
cantai ao Senhor, terra inteira.
Glória e poder na sua presença,
esplendor e majestade no seu templo.

Oração coleta
Deus todo-poderoso e eterno,
dirigi a nossa vida segundo a vossa vontade,
para que mereçamos produzir abundantes frutos de boas obras,
em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho.
Ele que é Deus e convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo,
por todos os séculos dos séculos.



LEITURA I (anos ímpares) Hebr 10, 19-25
«Conservemos firmemente a esperança que professamos
e estimulemo-nos mutuamente à caridade»

O escritor sagrado faz um grande apelo à fidelidade. São muitos os motivos da nossa esperança e, por isso, não tem sentido o desânimo nem pode haver lugar para desleixos. Jesus Cristo, o Sacerdote da nova Aliança, abriu o caminho a todos para chegarmos ao Santuário celeste. Toda a nossa vida sobre a terra há-de ser avançar, na fé, na esperança e na caridade, para esse Santuário, vivendo na Casa de Deus, que é a Igreja, na prática das boas obras, fiéis à assembleia litúrgica, onde a fé se anima e a comunidade se constrói.

Leitura da Epístola aos Hebreus
Tendo nós plena confiança de entrar no santuário por meio do sangue de Jesus, por este caminho novo e vivo que Ele nos inaugurou através do véu, isto é, o caminho da sua carne, e tendo tão grande sacerdote à frente da casa de Deus, aproximemo-nos de coração sincero, na plenitude da fé, tendo o coração purificado da má consciência e o corpo lavado na água pura. Conservemos firmemente a esperança que professamos, pois Aquele que fez a promessa é fiel. Velemos uns pelos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, sem abandonarmos a nossa assembleia, como é costume de alguns, mas exortando-nos mutuamente, tanto mais quanto vedes que se aproxima o dia do Senhor.
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. cf. 6)
Refrão: Esta é a geração dos que procuram o Senhor. Repete-se

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas. Refrão

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. Refrão

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face do Deus de Jacob. Refrão


ALELUIA Salmo 118 (119), 105
Refrão: Aleluia Repete-se
A vossa palavra, Senhor, é farol para os meus passos
e luz para os meus caminhos. Refrão


EVANGELHO Mc 4, 21-25
«Traz-se a lâmpada para ser posta no candelabro.
Com a medida com que medirdes vos será medido»

Quatro pequenas parábolas estão aqui resumidas. São afirmações genéricas, que podem ter aplicação em circunstâncias diversas, mas aqui parecem aplicar-se à atitude que se deve ter diante da doutrina de Jesus, a luz que é preciso difundir, generosamente, de mãos largas, que isso aproveitará a quem a recebe e a quem a dá. A palavra de Deus é como uma lâmpada; o seu sentido deve ser revelado, para que sejam manifestos aos homens os desígnios de Deus.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «Quem traz uma lâmpada para a pôr debaixo do alqueire ou debaixo da cama? Não se traz para ser posta no candelabro? Porque nada há escondido que não venha a descobrir-se, nem oculto que não apareça à luz do dia. Se alguém tem ouvidos para ouvir, oiça». Disse-lhes também: «Prestai atenção ao que ouvis: Com a medida com que medirdes vos será medido e ainda vos será acrescentado. Pois àquele que tem dar-se-lhe-á, mas àquele que não tem até o que tem lhe será tirado».
Palavra da salvação.


Oração sobre as oblatas
Aceitai benignamente, Senhor,
e santificai os nossos dons,
a fim de que se tornem para nós fonte de salvação.
Por Cristo nosso Senhor.

Antífona da comunhão Cf. Sl 33, 6
Voltai-vos para o Senhor e sereis iluminados,
o vosso rosto não será confundido.

Ou: Cf. Jo 8, 12
Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor.
Quem Me segue não anda nas trevas,
mas terá a luz da vida.

Oração depois da comunhão
Deus todo-poderoso,
nós Vos pedimos que, tendo sido vivificados pela vossa graça,
nos alegremos sempre nestes dons sagrados.
Por Cristo nosso Senhor.

 

Santo

Santos Timóteo e Tito, bispos

 

 

Martirológio

Memória dos santos Timóteo e Tito, bispos, discípulos de São Paulo e seus auxiliares no apostolado, o primeiro presidindo na Igreja de Creta, o segundo na Igreja de Éfeso. São Paulo escreveu-lhes Epístolas, que revelam sábias exortações para a formação dos pastores e dos fiéis da Igreja.

2.   Em Hipona, na Numídia, hoje Annaba, na Argélia, São Teógenes, mártir, sobre o qual Santo Agostinho proferiu um sermão ao povo.

3.   Em Belém da Judeia, Santa Paula, viúva, de nobilíssima família senatorial, que renunciou ao mundo, distribuiu aos pobres os seus bens e com a Beata Eustóquio, virgem, sua filha, se recolheu no presépio do Senhor.

4*.   Em Jerusalém, os santos Xenofonte e Maria e seus filhos João e Arcádio, que, abdicando da sua dignidade senatorial e de amplíssima fortuna, professaram com unânime fervor, segundo a tradição, a vida monástica na Cidade Santa.

5*.   Em Cister, na Borgonha, na actual França, Santo Alberico, abade, foi um dos primeiros monges vindos de Molesmes para o novo mosteiro, que depois, eleito seu abade, o dirigiu com sumo ardor e prudência, ensinando e dando exemplo de perfeita vida monástica, com verdadeiro amor à Regra e aos irmãos.

6*.   Em Trondheim, na Noruega, Santo Agostinho Erlandsson (Eynstein Erlandsson), bispo, que defendeu contra os soberanos a Igreja que lhe foi confiada e a fortaleceu com admirável diligência.

7*.   Em Angers, na França, a Beata Maria de la Dive, mártir, que, sendo viúva, durante a Revolução Francesa foi decapitada na guilhotina por causa da sua fidelidade à Igreja.

8*.   Perto de Munique, cidade da Baviera, na Alemanha, o Beato Miguel Kozal, bispo auxiliar de Wloclawek e mártir, que, sob o regime nazi, por assumir a defesa da fé e a liberdade da Igreja, passou com invencível paciência encerrado três anos no campo de concentração de Dachau, até que finalmente aí consumou o martírio.

9♦.   Em Hong Kong, o Beato Gabriel Maria Allegra, presbítero da Ordem dos Frades Menores, insigne estudioso e anunciador da Sagrada Escritura, que compôs a versão de toda a Bíblia em língua chinesa.